A Equatorial Piauí faz um alerta aos clientes que são beneficiados pela Tarifa Social de Energia Elétrica. Segundo o último levantamento realizado no mês de julho, 69.680 famílias podem perder o benefício até dezembro de 2023 caso não realizem a atualização cadastral. 

Em 2022, existe um impacto previsto para 20.865 consumidores. Os municípios com mais clientes aptos a perder o benefício ainda esse ano são: Teresina (3.984), Parnaíba (910), Piripiri (617), Picos (563) e Floriano (375).

Quase 70 mil piauienses podem perder a Tarifa Social até 2023- Foto: DivulgaçãoQuase 70 mil piauienses podem perder a Tarifa Social até 2023- Foto: Divulgação

Para atualizar o cadastro, os beneficiados pelo programa devem se dirigir ao Centro de Referência da Assistência Social (CRAS) mais próximo de seu município levando em mãos a carteira de identidade, CPF, número do NIS e a conta de energia. A renovação deve ser realizada, obrigatoriamente, a cada dois anos. “É importante que os clientes fiquem atentos aos prazos da atualização cadastral para permanecerem incluídos no benefício. Existe um tempo para que o sistema do governo federal reconheça a atualização e, por isso, recomendamos que os clientes não esperem até o último momento para fazê-la”, ressalta Patrícia Araújo, Consultora de Relacionamento da Equatorial Piauí.

A Tarifa Social de Energia Elétrica garante até 65% de desconto na conta de energia aos clientes baixa renda que façam parte do Cadastro Único para programas do governo federal. “É essencial fazer a atualização do Cadastro Único para todos os programas sociais, porque ele é a porta de entrada para o Auxílio Brasil, Tarifa Social, isenção de taxas em concursos e até mesmo acesso à programas habitacionais”, reforça Roberto Oliveira, Coordenador de Programas Sociais da Secretaria Estadual da Assistência Social, Trabalho e Direitos Humanos (SASC/PI).

Status de Cadastro

Com objetivo de alertar e facilitar o acompanhamento do cadastro por parte dos clientes baixa renda, a Equatorial implantou desde agosto de 2020, os Selos de Status da Tarifa Social. O ícone visual fica impresso na conta de energia e informa os consumidores sobre o estado do cadastro, conforme a imagem:

Novos selos da Tarifa Social Novos selos da Tarifa Social 

O selo ‘’Cliente cadastrado na Tarifa Social’’ identifica que o cliente em questão já está cadastrado na tarifa social baixa renda, com Número de Identificação Social (NIS) válido, e recebendo o desconto mensal de até 65% na tarifa, variando desconto com seu consumo.

Já o selo ‘’Seu NIS vai vencer, procure o CRAS do seu município’’ informa um status de alerta, que identifica que nos próximos meses o Número de Identificação Social (NIS) do cliente ficará desatualizado e ele poderá perder o benefício da tarifa social baixa renda, caso não regularize a situação.

Por último, há também o terceiro selo ‘’Benefício da Tarifa Social cancelado’’, que indica que o benefício da tarifa social baixa renda foi cancelado para a unidade consumidora. Clientes que se enquadrarem nesta situação, devem procurar o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) mais próximo da residência para regularização e avaliação do status do cadastro.

Para ser beneficiado pela Tarifa Social de Energia Elétrica os clientes devem possuir o NIS (Número de Identificação Social) para programas do governo federal e renda familiar mensal per capita (por pessoa da família) menor ou igual a meio salário-mínimo nacional. No Piauí, mais de 554 mil famílias são beneficiadas pelo programa. Ainda existe, em todo o Estado, mais de 167 mil famílias com perfil para cadastro na Tarifa Social. 

O cadastro pode ser realizado por meio dos seguintes canais:

Agência virtual no site: https://www.equatorialenergia.com.br/

Na assistente virtual Clara, no WhatsApp (86) 3228-8200;

Na Central de Atendimento no 0800 086 0800;

Através do contato com leiturista da Distribuidora, que também realiza o cadastro;

Agências de atendimento da Equatorial Piauí;

Site da SASC – www.sasc.pi.gov.br