Tatuagem de henna gera cicatrizes permanentes em menina de 7 anos

A tatuagem foi feita em um hotel no Egito

Após fazer uma tatuagem de henna em uma viagem ao Egito, uma menina de 7 anos sofreu uma reação química que causou graves queimaduras em seu braço. O caso foi tão sério que Madison Gulliver ficou com cicatrizes permanentes.

A criança, estava passeando com a família em um hotel quatro estrelas na cidade turística de Hurghada, onde foi feita a tatuagem. Ao retornarem à Inglaterra, o braço da garota começou a coçar, sendo tomado por bolhas que ficaram no lugar do desenho.

Madison foi levada a um hospital especializado em queimaduras, onde os médicos informaram que, para diminuir os impactos das marcas, ela precisaria usar uma ligadura de pressão por, pelo menos, seis meses: “Eles decidiram tratar a pele removendo as bolhas, para que pudessem acessar a pele queimada por baixo. Eles pensaram que poderiam absorver as bolhas e esfregá-las, mas isso não foi possível porque elas eram tão espessas que tiveram que cortá-las”, contou. 

Tatuagem de henna gera cicatrizes permanentes em menina de 7 anos
Tatuagem de henna gera cicatrizes permanentes em menina de 7 anos


“A tatuagem foi feita no salão do hotel. Eles ainda afirmaram que o problema não foi a henna, mas a pele da minha filha.  Mas mesmo assim eles deveriam ter cuidado com esses produtos", reclamou.

Mesmo que suavizadas, as cicatrizes de Madison serão permanentes. “Ela está potencialmente marcada para toda a vida”, lamentou o pai. O serviço de tatuagem foi suspenso no hotel.

Tatuagem de henna gera cicatrizes permanentes em menina de 7 anos
Tatuagem de henna gera cicatrizes permanentes em menina de 7 anos
Tatuagem de henna gera cicatrizes permanentes em menina de 7 anos
Tatuagem de henna gera cicatrizes permanentes em menina de 7 anos


Fonte: Com informações do Metrópoles
logomarca do portal meionorte..com