Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Especialistas discutem como o mundo seria sem wi-fi; confira

Esses padrões, conhecido hoje como a família de padrões IEEE 802, possibilitaram o surgimento de tecnologias como Ethernet e Wi-Fi.

Compartilhe
Google Whatsapp

O Brasil possui hoje 420 milhões de aparelhos digitais ativos, entre smartphones, computadores, notebooks e tablet, como revela pesquisa da Fundação Getúlio Vargas de São Paulo (FGV-SP). São dois dispositivos por habitante. Manter esses aparelhos conectados por meio de uma rede resulta em parte do trabalho iniciado pelo Instituto de Engenheiros Eletrônicos e Eletricistas (IEEE), maior organização profissional técnica do mundo dedicada ao avanço da tecnologia em benefício da humanidade. Há quatro décadas, a entidade criou um projeto para estabelecer uma série de especificações técnicas a fim de garantir a interoperabilidade de redes de computadores.  De lá para cá, o IEEE 802 tornou possível o surgimento de tecnologias como Ethernet, Wi-Fi e Bluetooth.

O projeto é fundamental para possibilitar a criação de uma arquitetura padrão para redes com o objetivo de facilitar a interconectividade entre máquinas de diferentes fabricantes. Por estimular a inovação e a concorrência entre os fabricantes, também contribui para que os preços aparelhos sejam acessíveis ao consumidor. A cada nova tecnologia emergente o IEEE cria um grupo de trabalho para realizar a padronização.


Padronização de redes


Desde os anos 1980, os engenheiros ligados ao projeto padronizam tecnologias para as redes locais e metropolitanas. Por redes locais, ou Local Area Network (LAN), entende-se a interconexão de usuários e dispositivos em espaços pequenos como uma casa, empresa ou escola. Já as redes conhecidas por Metropolitan Area Network (MAN) abrangem uma área física maior, podendo conectar, por exemplo, redes locais de uma empresa que tem duas filiais em locais diferentes de uma mesma cidade.

O foco da ação dos grupos de trabalho do IEEE se concentra nas primeiras duas camadas de funções do Modelo OSI (acrônimo do inglês Open System Interconnection) empregado nas redes de computador. Referência da International Organization for Standardization (ISO), o modelo divide a arquitetura dos sistemas de comunicação em camadas para facilitar a criação de padrões de interoperabilidade. Os protocolos criados pelo IEEE 802 padronizam as camadas física e Enlace. A primeira é composta de meios físicos para a transmissão de dados, como fios ou fibra. Já a Enlace, ou camada de ligação de dados, detecta e corrige erros que possam ocorrer na camada física e responde pela transmissão e recepção de quadros e pelo controle de fluxo de dados.

Ao longo desses 40 anos, o IEEE realizou uma série de padronizações que tornaram possível a existência de várias tecnologias utilizadas hoje ao redor do mundo. Conheça agora os detalhes de algumas delas:

Ethernet


Em 1983, o comitê criou o padrão IEEE 802.3 voltado especificamente para a Ethernet, que possibilitou a conexão para rede locais baseado no envio de pacotes, permitindo o compartilhamento de arquivos, um grande avanço para a época. Até 2002, esse grupo de trabalho havia criado protocolos para a transmissão de 10 megabits por segundo (IEEE 802.3), 100 megabits/seg (Fast Ethernet/IEEE 802.3u), 1 gigabits/seg (Gigabit Ethernet/IEEE 802.3z) e 10 gigabits por segundo (10 Gigabit Ethernet/IEEE 802.3ae).

Wi-Fi

Em 1990, IEEE instaurou o comitê 802.11 para definição de um padrão de conectividade sem fio para computadores e dispositivos. Sete anos depois, esse padrão foi aprovado, tornando-se uma das grandes novidades tecnológicas dos últimos anos: a rede Wi-Fi (Wireless Fidelity), uma linguagem de comunicação que permite aos dispositivos wireless manterem-se conectados. Ao longo dos anos, o comitê aprimorou essa tecnologia. Em 2004, criou a especificação 802.11i que aumentou a segurança, ao definir melhores procedimentos para autenticação, autorização e criptografia. Em 2012, foi aprovado o padrão IEEE 802.11ac, que opera com taxas nominais maiores que utilizam velocidade de até 1 Gbps.

Bluetooth

Em 1998, o IEEE criou o comitê 802.15 para padronizar uma tecnologia de radiofrequência universal para comunicação em fio a curtas distâncias e baixo custo, que seria conhecida por Bluetooth. O instituto atendeu a um pedido do Special Interest Group (SIG), formado por empresas como Ericsson, Motorola, Nokia, IBM e Microsoft. O padrão IEEE 802.15.1 foi aprovado em 2002.

Sobre o IEEE


O IEEE é a maior organização profissional técnica do mundo dedicada ao avanço da tecnologia em benefício da humanidade. Seus membros inspiram uma comunidade global a inovar para um futuro melhor por meio de seus mais de 420.000 membros em mais de 160 países. Suas publicações, conferências, padrões de tecnologia e atividades profissionais são recomendadas por diversos especialistas. O IEEE é a fonte confiável para informações de engenharia, computação e tecnologia em todo o mundo.


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar