Fim do Paint? Programa de edição deixará de receber atualizações

Programa será descontinuado, informa microsoft

Programa tradicional do Windows, o Paint está com seus dias contados. Isso porque a Microsoft, proprietária do sistema operacional, considerou a ferramenta de edição obsoleta e sem espaço para novas atualizações. Em comunicado sobre o lançamento da atualização conhecida como Windows 10 Fall Creators Update, a empresa afirmou que o programa "não terá um desenvolvimento ativo e poderá ser removido em futuras versões".


O anúncio pretende "ajudar os consumidores a levar em consideração as remoções e as descontinuações para seu próprio planejamento", disse a companhia. Enquanto o Paint deixará de receber futuras atualizações, outras ferramentas serão removidas já na próxima atualização do sistema, prevista para o fim do ano. Entre elas, o programa de e-mail Outlook Express – não confundir com o Outlook – e o recurso Reader App, voltado para a leitura de documentos no navegador Microsoft Edge.


O suposto fim do modesto editor, no entanto, é um dos assuntos mais comentados nas redes sociais. Como lembra o site "The Verge", o programa é um dos mais tradicionais do Windows, presente desde a versão do sistema operacional lançada em novembro de 1985. Mesmo com sua limitação, o editor se tornou mais popular entre os usuários, que encontraram no pequeno número de opções disponíveis um maneira de produzir imagens para a internet de forma rápida.

Com o fim do programa, a Microsoft deve concentrar seus esforços no Paint 3D, uma versão mais avançada do editor lançada em abril deste ano. Como o próprio nome já diz, a nova ferramenta deixa de lado as imagens em duas dimensões para oferecer uma maneira simples para os usuários criarem arquivos tridimensionais. De acordo com o "Guardian", não se trata de uma atualização do Paint original", mas sim de um programa novo.

Assim como a nova atualização do Windows, não há uma data oficial para o Paint ser definitivamente removido. De acordo com o site "Digital Trends", o objetivo da Microsoft com a mudança é oferecer uma série de novos recursos para os usuários. A partir disso, a empresa estaria encorajando os usuários a se manterem em dia com as versões do sistema operacional.


Fonte: iG