iPhone 8 e iPhone X são lançados; confira as novidades da Apple!

Apple anunciou na tarde desta terça (12) a nova geração do iPhone


Os iPhone 8, iPhone 8 Plus e iPhone X são os novos celulares da Apple anunciados na tarde desta terça-feira (12). Ao contrário de outros anos, desta vez, a companhia também revelou uma terceira opção de celular em comemoração aos dez anos de lançamento do primeiro iPhone. O modelo tem ficha técnica mais avançada, entre outras inovações. Seu preço também é mais elevado: de US$ 999, equivalente R$ 3,1 mil, em conversão direta, sem considerar impostos. Além dos smartphones, a empresa mostrou novidades no Apple Watch e na Apple TV.

iPhone 8 e iPhone 8 PLUS

O iPhone 8 (tela de 4,7 polegadas) – junto com o iPhone 8 Plus (5,5 polegadas) – traz o mesmo visual já conhecido do iPhone 7 e do iPhone 6S. No entanto, dessa vez a fabricante adotou vidro na contrução do smartphone – como fazia até o iPhone 4S. Outra diferença fica por conta do hardware, mais poderoso do que o visto no ano passado. O processador A11 Bionic tem seis núcleos, com ganho de velocidade da ordem de até 70% em relação ao chip A10 do iPhone 7.

Lançamento do iPhone 8 e 8 Plus (Crédito: Tech Tudo)
Lançamento do iPhone 8 e 8 Plus (Crédito: Tech Tudo)


IPhone X

Em relação à camera, os modelos se assemelham à geração passada. A variante "normal" vem com uma câmera traseira única de 12 megapixels, enquanto a versão Plus traz câmera dupla com sensores de 12 MP e lentes de abertura f/1.8 e f/2.8. Um diferencial do iPhone 8 Plus é o recurso Portrait Lighting. A ferramenta combina o modo retrato, que ficou famoso no iPhone 7 Plus, com um efeito que analisa a luz em tempo real e identifica o objeto principal da foto, deixando-o mais iluminado e com fundo escurecido.

A gravação de vídeos, segundo a companhia, é a melhor já vista em um smartphone. Agora, o celular captura imagens com mais quadros por segundo. Ele é capaz de filmar em 4K a 60 fps ou em 1080p a 240 fps. Em relação à câmera frontal, os dois modelos possuem os mesmos 7 MP da versão de 2016 para selfies. Além disso, os telefones vêm com alto-falantes stereo, com som mais profundo e 25% mais alto do que o iPhone 7.

Outro destaque é o carregamento sem fio e mais rápido. Essa é a primeira vez que a Apple utiliza a tecnologia em seu smartphone, que possui um suporte para carregamento wireless. A fabricante também manteve a resistência à água e poeira nos produtos. Os iPhone 8 e 8 Plus estarão disponíveis nas cores preto espacial, prateado e dourado. Dessa vez, os modelos chegam com armazenamento de 64 GB e 256 GB. Os preços começam em US$ 699 (cerca de R$ 2.192, em conversão direta, sem impostos) para o iPhone 8 e em US$ 799 (aproximadamente, R$ 2.505) para o iPhone 8 Plus. A pré-venda tem início em mais de 25 países na próxima sexta-feira, 15 de setembro, com as vendas nas lojas começando do dia 22.

iPhone X  (Crédito: Tech Tudo)
iPhone X (Crédito: Tech Tudo)

O iPhone X é a edição em comemoração aos dez anos de lançamento do celular. A companhia promete um modelo que vai revolucionar a indústria na próxima década. Ele tem, pela primeira vez em um produto da Apple, bordas mínimas, com promessa de melhor ergonomia na hora de usar o telefone.

A tela de 5,8 polegadas, chamada de Super Retina, também é diferente: ela ocupa praticamente toda a face do smartphone, com exceção de um espaço na área superior frontal para acomodar os sensores, a saída de áudio e as câmeras. São duas, por sinal – o sistema de captura de imagem auxilia num recurso novo e exclusivo do modelo X: o desbloqueio por reconhecimento facial. Outro detalhe a respeito da tela está na resolução de 2436 x 1125 pixels, que gera uma densidade de 458 pixels por polegada, a maior já vista um iPhone. Além disso, o display suporta HDR Dolby Vision e HDR10.

Com a mudança no visual, o modelo X perde o tradicional botão de início, também chamado de botão Home. As funções que eram executadas por ele agora podem ser feitas pelo próprio display do smarpthone. A Siri pode ser ativada pelo botão lateral e o desbloqueio vai acontecer por meio da tecnologia de Face ID, capaz de ler diversos pontos do rosto da pessoa antes de liberar o uso do telefone. Ela funciona, inclusive, no escuro ou se o usuário estiver vestindo acessórios, como óculos ou chapéus. A tecnologia, que utiliza redes neurais, também servirá para aprovar ações dentro de aplicativos ou transações com o Apple Pay.

O iPhone X tem câmera dupla (também chamada de dual camera) de 12 megapixels. O modelo, assim como o iPhone 8 Plus, também possui o recurso Portrait Lighting, que oferece efeitos mais profissionais para a foto utilizando a luz. Uma diferença está na localização da câmera, que agora está posicionada na vertical.

Dessa vez, a principal novidade fica por conta da câmera frontal, capaz de fazer selfies em modo retrato – quando a pessoa em cena fica em destaque, enquanto o cenário ao fundo ganha um efeito de desfocado. Também é possível usar o Portrait Lighting para as fotos com a cãmera frontal.

A Apple inclui nos produtos o suporte a recarga sem fio, algo que existe há tempos em outros smartphones à venda no mercado. O usuário não precisa mais plugar o cabo Lightning na parte de baixo do celular para injetar mais energia. Segundo o vice-presidente Phil Schiller, será possível usar o carregador wireless em casa, no trabalho e até mesmo no carro. Ainda de acordo com o executivo, o iPhone X consegue “duas horas a mais de bateria” do que o iPhone 7. A fabricante, no entanto, não revelou detalhes sobre a capacidade do celular. Já em relação ao processador, o iPhone X também utiliza um Apple A11 Bionic.


Os telefones empregam “o vidro mais durável já colocado em um smartphone”, segundo a empresa, além de serem selados microscopicamente para evitar ingresso de água. Outro recurso apresentado pela Apple durante o evento foi os emojis animados. As figurinhas agora reproduzem expressões semelhantes às humanas e o usuário pode, inclusive, gravar vídeos nos quais o emoji imita em tempo real suas expressões. O celular também oferece máscaras no estilo do Snapchat.

Além disso, o iPhone X têm sistema de câmeras mais robusto para o uso com realidade aumentada (AR). Durante o congresso anual dedicado a desenvolvedores, a WWDC, a empresa chegou a mostrar novidades como a simulação de profundidade e iluminação ao exibir objetos virtuais que aparecem no display do iPhone e interagem com o ambiente.

Em relação à preço e disponibilidade, o iPhone X terá sua pré-venda iniciada em mais de 55 países no dia 27 de outubro, com envio a partir de 3 de novembro. O smartphone chega com opções de armazenamento de 64 GB e 256 GB e preços a partir de US$ 999 (cerca de R$ 3128, em conversão direta, sem impostos).

Outra novidade anunciada com o iPhone X é o AirPower, um dispositivo capaz de carregar a bateria de um iPhone, um Apple Watch 3 e um AirPods sem fio, ao mesmo tempo. Esse aparelho, no entanto, só estará disponível no próximo ano.


APPLE TV 4k

O hub de entretenimento Apple TV chega à quinta geração com suporte a imagens em altíssima definição por meio da tecnologia 4K (também chamada de Ultra HD) e do HDR. Filmes, séries e programas de TV ganham mais detalhes e as imagens ficam com maior contraste. Para tanto, é necessário que a TV do usuário tenha suporte às duas tecnologias.

A oferta de conteúdo em formato 4K vem aumentando nos últimos anos, com iniciativas da Netflix, YouTube, iTunes e outros importantes serviços do mercado para valorizar o Ultra HD. A TV Globo se junta a esse grupo, ao anunciar hoje a chegada do Globo Play à Apple TV – também com suporte a 4K e HDR. Os internautas poderão assistir ao conteúdo da emissora neste fomato, quando disponível, e também à programação ao vivo nas cidades atendidas.

.


APPLE WATCH SÉRIE 3

O Apple Watch 2017 – oficialmente chamado de Apple Watch Série 3 – ganhou um visual mais moderno, com mais curvas. Pela primeira vez, o relógio inteligente da Apple também traz suporte a rede de telefonia 4G/LTE, para que o usuário não fique dependendo da conexão entre o acessório e o iPhone.

Tirando proveito da internet nativa, o comprador do Apple Watch terá compatibilidade com Apple Music, o serviço de música online da Apple. Para escutar as canções será preciso ter os AirPods, fones de ouvido sem fio da empresa, com suporte a Bluetooth.

O detector de batimentos cardíacos foi aprimorado para alertar ao usuário quando houver um pico, mas a pessoa não estiver realizando atividades físicas. A Siri ficou mais esperta, com possibilidade de falar com o usuário, o que em gerações anteriores não era possível.

Segundo o diretor-executivo da Apple, Tim Cook, o produto é atualmente o relógio mais vendido do mundo, à frente de Rolex, Fossil, Omega e Cartier. Ele roda o sistema watchOS 4.

Os preços são os seguintes: US$ 399 (cerca de R$ 1,3 mil, sem considerar os impostos) pelo modelo com 4G e US$ 329 (R$ 1 mil) pela versão sem internet nativa. A Apple mantém no mercado o Apple Watch Série 1 por US$ 249 (R$ 780).

Apple Watch Série 3 (Crédito: Tech Tudo)
Apple Watch Série 3 (Crédito: Tech Tudo)



Fonte: Tech Tudo