mais

Teresina registra queda de homicídios nos últimos cinco anos

De acordo com o Relatório de Criminalidade de 2019 houve uma redução de 45,74% das mortes intencionais em Teresina nos últimos cinco anos

De acordo com o Relatório de Criminalidade de 2019, divulgado na manhã desta segunda-feira (13) pela Secretaria de Segurança do Estado do Piauí, houve uma redução de 45,74% das mortes violentas intencionais (MVIS)  em Teresina nos últimos cinco  anos, ou seja, 204 vítimas a menos desde 2014.

Efrém RibeiroEfrém Ribeiro

Além disso, a capital do Piauí também registrou, de 2018 para 2019, uma queda de quase 45% dos feminicídios. No entanto,  o interior do estado apresentou um aumento de 35% nos casos. 

De acordo com o relatório, em Teresina, 73% das vítimas foram mortas com o uso da arma de fogo. Essas mortes violentas intencionais agora passam para a taxa de 27 para cada 100 mil habitantes. No ano passado, a taxa era de 37 para cada 100 mil. Os índices são avaliados pelos órgãos nacionais de estatísticas.

Fábio Abreu, Secretário de Segurança do Piauí destaca a situação da capital e do  estado no período de um ano "O Piauí reduziu as MVIS em 19% em relação a 2018. Teresina teve uma redução de 26% ”, falou. Luccy Keiko, Chefe da Polícia Civil no estado enfatiza que essa redução foi uma das maiores nos últimos anos. “Isso mostra que a segurança pública está no caminho certo”,  disse.

Com os dados apresentados aos policiais, será intensificado ao comando um direcionamento preciso para que em 2020, a redução chegue a uma situação de instabilidade. O secretário de segurança explica “Nós estamos nos aproximamos do que é aceitável pelos órgãos internacionais. Os índices do estado passam para 17 para o grupo de 100 mil habitantes. É um número bastante relevante quando se compara com outros estados”, falou. 

De acordo com Abreu, para reduzir ainda mais os índices de criminalidade na capital, a Secretaria de Segurança está gerando uma boa perspectiva em relação a equipamentos e materiais para policiais. “A polícia civil começa na próxima semana seu curso de formação para admissão de mais delegados, agentes e peritos. Vou solicitar ao governador um concurso para Polícia Militar, já que as licitações e adesões já foram feitas e os recursos já estão em conta para aquisição de mais equipamentos”, informou.

Além disso, Fábio Abreu frisa que o valor que é pago ao policial militar que deseja trabalhar na folga vai aumentar.  Nós vamos valorizar com aumento dessa remuneração. No início estava a 65 R$ reais e hoje está a 200 R$ reais para os policiais”, contou.

Tópicos

comentários

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail