TJ lança campanha para empregar centenas de ex-detentos no Piauí

No evento, esteve presente o secretário de Justiça, Daniel Oliveira, que discursou sobre a importância do projeto para toda a população piauiense

Anunciada no mês passado, a campanha 'Trabalho para ex-detentos, mais segurança para todos", foi lançada na manhã de ontem pelo Tribunal de Justiça do Piauí, com o objetivo de levar os órgãos públicos a cumprirem a Lei Estadual que estipula a cota de 5% das vagas nos contratos de obras e serviços deste âmbito para presos e egressos do sistema prisional.


Reiterando que até o momento apenas o TJ-PI cumpre a determinação. No evento, esteve presente o secretário de Justiça, Daniel Oliveira, que discursou sobre a importância do projeto para toda a população piauiense.

"Fizemos um levantamento e apuramos que um detento custa em média R$ 3 mil para o estado. É muito díspare fazer todo este investimento, para quando o preso garantir sua liberdade não ter uma oportunidade de garantir o seu sustendo e se inserir na sociedade", impôs.

O gestor ainda conclamou para a participação de todos os órgãos na campanha, de modo que ela não se limite. "Isto não deve ser apenas uma campanha institucional, mas algo que busque envolver a sociedade como um todo, inclusive no interior do Estado", disse.

Atualmente 20 ex-presos já são beneficiados pelo projeto, contudo a perspectiva é que com a campanha, a lei atinja resultados maiores e chegue a abarcar até 300 ex-detentos das unidades prisionais Major César, Penitenciária Feminina e Casa dos Albergados. Percebendo a magnitude da ação, o presidente do TJ-PI, desembargador Raimundo Eufrásio elogiou os esforços para reinserir os ex-detentos no mercado de trabalho. (F.T.)

 

Fonte: Francy Teixeira
logomarca do portal meionorte..com