O Tribunal de Justiça do Piauí conquistou, pela primeira vez em sua história, o 1° lugar no Selo Prata do Prêmio CNJ de Qualidade, que corresponde ao 11° lugar geral. Na gestão do desembargador Erivan Lopes, o TJPI conquistou a Prata no Selo Justiça em Números, em 2016.

“O Selo Prata é resultado do trabalho de toda a gestão, que analisou detalhadamente cada requisito e, de forma estratégica, contribui com o trabalho de servidores e servidoras, magistrados e magistradas. O 11° lugar corresponde ao 1° lugar do Selo Prata. É um feito muito importante e temos muitos motivos a comemorar”, ressaltou o desembargador José Ribamar Oliveira, presidente do Tribunal de Justiça do Piauí.

O Prêmio CNJ de Qualidade avalia quatro eixos, 52 requisitos e quase 100 itens.

Selo é reconhecimento ao trabalho de toda gestão (Divulgação)Selo é reconhecimento ao trabalho de toda gestão (Divulgação)

“Todo o Tribunal de Justiça do Piauí compreendeu muito bem a importância de se atentar às metas e de trabalhar de forma coesa. O sentimento hoje é de gratidão a todos e todas que contribuíram para essa vitória histórica para o TJPI e também de dever cumprido”, encerrou o desembargador José Ribamar Oliveira.