Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Uespi vai investir R$ 11,3 milhões em sua infra-estrutura no Piauí

Administração Superior conseguiu captar mais recursos federais em 2007

Uespi vai investir R$ 11,3 milhões em sua infra-estrutura no Piauí
Uespi vai investir R$ 11,3 milhões em sua infra-estrutura no Piauí | Divulgação
Compartilhe

A Universidade Estadual do Piau? ? Uespi tem concentrado esfor?os nos ?ltimos anos para melhorar sua infra-estrutura e os resultados j? s?o percept?veis para alunos, professores e servidores do quadro t?cnico, bem como para a sociedade em geral.

Um processo, que foi intensificado em 2005, com a conquista do financiamento de 20 projetos, sendo 14 laborat?rios, 5 bibliotecas e salas de aulas, por meio de emenda parlamentar indicadas pelos deputados Nazareno Fonteles e Simplicio M?rio (no exerc?cio do mandato), um investimento de mais de R$ 1,1 milh?o. Parte das obras j? foi entregue e a outra se encontra em fase de finaliza??o.

Dando seq??ncia ? pol?tica de melhoria da infra-estrutura dos campi e n?cleos, a Administra??o Superior conseguiu captar mais recursos federais em 2007 para investimentos em diversos segmentos da Universidade. S? de emenda da bancada federal do Piau?, em Bras?lia, foi mais de R$ 9 milh?es, al?m de R$ 1,3 milh?o de emenda individual indicada pelo deputado federal Nazareno Fonteles e mais R$ 1 milh?o de recursos do Tesouro Estadual, que entrar? como contrapartida.

Ainda sobre investimentos, o Estado financiou a reforma do pr?dio para receber o N?cleo de Uru?u?, R$ 326 mil e autorizou a reforma da Faculdade de Enfermagem e Odontologia ? Facoe, bem como a reforma do audit?rio do Campus de Floriano.

Um total de R$ 11,3 milh?es assegurados para investimentos diretos para a melhoria do ensino, pesquisa e extens?o universit?ria. Isso significa que a Universidade vai contar com mais 40 laborat?rios, 11 bibliotecas, climatiza??o e constru??o de salas de aula e de professor, n?cleos de ensino ? dist?ncia, aquisi??o de ve?culos para transportar estudantes, audit?rios, equipamentos de inform?tica e multim?dia, n?cleo de p?s-gradua??o e mais acervo bibliogr?fico. Al?m disso, a Universidade est? conclu?ndo projeto para capta??o de mais R$ 2,5 milh?es por meio da Empresa de Financiamento de Projetos de Pesquisas e Inova?es Tecnol?gicas ? FINEP, do Minist?rio de Ci?ncias e Tecnologia. O investimento ser? feito nas ?reas de Qu?mica e Biologia e contar? com a coordena??o de professores dos supracitados cursos.

Al?m de pensar e trabalhar fortemente pela melhoria da Universidade, a atual gest?o da Uespi se preocupa com a qualifica??o docente. Atualmente, 97 profissionais est?o afastados dos quadros da Institui??o se qualificando em cursos de Mestrado e Doutorado. Recentemente, a Funda??o de Amparo ? Pesquisa do Estado do Piau? ? Fapepi, a pedido da Universidade, disponibilizou 22 bolsas, sendo 12 para Doutorado e 10 para Mestrado, o que fortalece o programa de qualifica??o docente da Institui??o.

O quadro de professores efetivo, que atualmente 46% ? formado por mestres e doutores, ser? ampliado, com a chegada dos professores afastados, mas, tamb?m, por conta do quarto concurso p?blico que a Universidade vai realizar com 124 vagas, para portadores de t?tulo de doutor e mestre.

Sobre a quest?o salarial, a Administra??o Superior sempre manteve o di?logo com a Associa??o dos Docentes do Centro do Ensino Superior do Piau? ? ADCESP. Com isso, cumpre seu papel ao abrir um canal de negocia??o entre os professores e o Governo do Estado, haja vista que a Universidade n?o possui autonomia financeira para negociar diretamente com a categoria.

Em audi?ncia com representantes dos professores, a Secretaria Estadual de Administra??o prop?s aumento de 5,5% e condi??o especial de trabalho de R$ 100,00 para professores 20 horas/aula e de 200 reais para professores 40 horas/aula e Dedica??o Exclusiva, enquanto n?o houvesse a revis?o do Plano de Carreira, que prev? um aumento em forma de cascata para os professores. Ou seja, da forma que se encontra o PCCS, se for dado um aumento de R$ 1.733 para o professor em in?cio de carreira, reivindicado pela ADCESP, o docente em final de carreira ganharia R$ 23 mil, o que gera uma discrep?ncia salarial entre as classes.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar