SEÇÕES

Universidade Federal do Piauí qualificará servidores do TRT-PI

Segundo o reitor, Gildásio Guedes, a qualificação dos servidores terá repercussão positiva, pois aprimorará a eficiência no atendimento.

Reunião para qualificação dos servidores do TRT-PI | Divulgação
FACEBOOK WHATSAPP TWITTER TELEGRAM MESSENGER

O desembargador Francisco Meton Marques de Lima,  vice-presidente e corregedor do Tribunal Regional do Trabalho (TRT 22ª Região), foi recebido pelo reitor Gildásio Guedes, com objetivo de iniciar as  tentativas de convênio para qualificação em nível de pós-graduação para servidores do Tribunal.

O desembargador destacou a importância da parceria. “Nosso corpo técnico só tem a ganhar com essa parceria viabilizada em forma de convênio. Isso vai repercutir ainda mais excelência na atuação do Tribunal”. Os servidores do Tribunal poderão se aperfeiçoar em programas de mestrados e doutorados oferecidos pela UFPI, a mesma ofertará cursos como: tencnologia da informação, administração, gestão pública, direito, entre outras áreas.

Reunião para qualificação dos servidores do TRE-PI/Foto: Divulgação

O desembargador Francisco Meton, que também é docente da UFPI, comentou que o Tribunal dispõe de servidores técnicos e magistrados interessados em se aperfeiçoar em programas de mestrados e doutorados oferecidos pela UFPI em áreas como tecnologia da informação, administração, gestão pública, direito, entre outras áreas.“ Nosso corpo técnico só tem a ganhar com essa parceria viabilizada em forma de convênio. Isso vai repercutir em ainda mais excelência na atuação do Tribunal”.

Presente à reunião, o Coordenador de Programas Stricto Sensu da PRPG, Prof. Francisco de Assis Nascimento, explicou que, uma vez formalizado o convênio, a Universidade realiza todo um trabalho de acolhimento os profissionais para o ingresso nos PPGs da UFPI. “Realizamos reuniões, explicamos como é esse universo da pós-graduação na UFPI, orientamos a fazer os projetos. Isso é muito importante especialmente a quem está há muito tempo longe do ambiente acadêmico.”, disse o coordenador.

Compareceu à reunião também, a Pró-Reitora de Pós-Graduação, Regilda Moreira-Araújo; do Pró-Reitor de Planejamento, Luis Carlos Sales; da Chefe do Departamento de Ciências Jurídicas - DCJ, Profa. Olívia Brandão; e a Prof. Deborah Dettmam, do PPG em Direito, e Pró-Reitora de Extensão da Universidade.

A chefe do DCJ, Profa. Olívia Brandão, enfatizou que o convênio com a UFPI vai auxiliar o Tribunal a fortalecer ainda mais sua atuação digital. “ O Tribunal já possui uma atuação marcante em nosso estado. E essa parceria com a UFPI se mostra importante para que sejam desenvolvidos projetos nessa área de tecnologia, de inteligência artificial, fundamental para aperfeiçoar a execução judicial 100% digital." falou.



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos