UPA de São Raimundo Nonato atenderá 150 pacientes por dia

A UPA realizará, também, atendimentos clínicos e pediátricos

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de São Raimundo Nonato, na região da Serra da Capivara, foi inaugurada nesta sexta, 6, pelo governador Wellington Dias e o secretário de Saúde, Francisco Costa. A unidade passa a oferecer atendimento 24 horas de urgência e emergência a partir deste sábado, 7, para a população de até 100 mil habitantes, cobrindo 18 municípios.

Na unidade serão atendidas pessoas como o senhor Walberto Vasconcelos, que espera há quatro anos por este momento. “Agora posso fazer as consultas num lugar de primeiro mundo”, disse Walberto. A UPA tem capacidade média de atender 150 pacientes por dia em sete leitos de observação e dois de estabilização acompanhados em tempo integral por profissionais de saúde.

Quem também festejou o início do funcionamento da unidade foi a aposentada Auricélia Ribeira. Segundo ela, o hospital já estava sufocado com a demanda muito grande e agora vai ter essa extensão do atendimento aqui na UPA e lá no hospital vai ficar desafogado e melhor para atender os casos complicados.

Na solenidade de abertura, o governador destacou a integração dos esforços dos poderes municipal, estadual e federal nessa conquista, como também da Assembleia Legislativa e Câmara Municipal . Ele reafirmou o compromisso com o desenvolvimento de São Raimundo Nonato e de todos os municípios da região. “Para isso, o fortalecimento da saúde é um importante passo, tanto que estamos inaugurando hoje esta unidade, e em breve as melhorias que estão em construção no Hospital Regional Cândido Ferraz”, declara o governador.

Durante a inauguração, o secretário Francisco Costa informou que ainda neste primeiro semestre de 2017 será implantada na UPA de São Raimundo Nonato, como também em Oeiras e outros hospitais que são porta de entrada, a Linha de Cuidado Infarto do Miocárdio. “No caso do paciente estar sob suspeita de infarto será submetido, através da telemedicina, a um laudo de eletrocardiograma, a exame da dosagem das enzimas cardíacas e, se confirmado o caso de ter indicação, podemos fazer aqui na UPA o trombolítico que provoca a desobstrução da artéria que está provocando o infarto. Assim, vamos salvar mais vidas através dessa associação da tecnologia com a estrutura aqui montada. É nesse modelo que vamos continuar trabalhando”, assegura Francisco Costa.

A UPA realizará, também, atendimentos clínicos, pediátricos e traumatológicos. Para os casos de maior complexidade, através da Central de Regulação, o paciente será encaminhado para um hospital de referência. Com a inauguração da UPA, o Hospital Regional Senador José Cândido Ferraz funcionará como hospital de retaguarda.

Fonte: Ascom
logomarca do portal meionorte..com