mais
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Verdão deve se transformar em arena multiuso

A empresa SIM venceu a licitação com a proposta econômica de R$ 3,2 milhões em investimentos ao longo de 20 anos

Construído para ser um dos principais palcos do esporte piauiense, o Ginásio Verdão tem apostado em sua capacidade multiuso através do acordo firmado com o grupo Sistemas Integrados de Mídias (SIM), a parceria público-privada que assumirá as operações desde que for reaberto, novinho em folha, e terá o objetivo de melhorar a operação, transformando-o em uma arena com foco na realização de atividades desportivas e eventos.

Para concretizar isso, foi assinado na manhã da terça (12), no auditório Sulica do Palácio da Cultura, o contrato de concessão do Ginásio Verdão. Políticos, empresários e todos os presidentes de federações esportivas do Piauí, além da imprensa, estiveram presentes. A empresa SIM venceu a licitação com a proposta econômica de R$ 3,2 milhões em investimento a ser realizado na principal arena olímpica do Estado. O contrato vale por vinte anos.

O governador Wellington Dias admite que os próximos dias serão decisivos para o futuro do Verdão e que a nova PPP não representa prejuízo para o esporte piauiense. "Vamos ter um ganho para o Estado. O poder público investe, coloca volume de recursos e passa alguns anos e fica depredado. Então, pela sistemática atual, tem-se muito gasto. O setor privado sabe das potencialidades do Verdão. Não só para esporte, mas para shows e eventos", caracterizou.

Esse tipo de política de atrair o setor privado para atuar em conjunto com o setor público tem sido marca registrada da gestão de Dias e tem possibilitado a execução de muitos projetos que, de outra forma, dificilmente teriam saído do papel, principalmente nesse momento de crise econômica ao qual o país atravessa nos últimos anos. E deve vir mais por aí.

Crédito: José Alves FilhoCrédito: José Alves Filho

O chefe do Executivo ressalta ainda que o local poderá ser usado para eventos. "Nossa expectativa é que   tenhamos um calendário colocando a capital do Piauí dentro da agenda de esporte do Brasil", disse.

Segundo ele, a PPP reduz despesas do Estado com manutenção que correspondem a R$ 727 mil por ano. "Agora, com a sistemática atual do setor privado, o espaço para o esporte e para eventos oferecerá novas propostas com uma contenção permanente com uma melhor gestão e, para o Estado, isso reduz a despesa", explica.

À frente do ginásio, o sócio-presidente da empresa SIM, Jorge Arruda, explica como serão aplicados os investimentos. "Começaremos nossa atuação a partir da assinatura do contrato, com o interesse de fazer uma    arena multiuso. Estamos elaborando uma agenda inicialmente com eventos religiosos com cultos evangélicos e católicos e no Carnaval com a 'Shalom' e palestras. Tudo que der visibilidade ao Verdão será feito", disse o gestor.

A reestreia do Ginásio será no dia 07 de abril, com a presença do jogador Alessandro Rosa Vieira, mais conhecido como Falcão, ex-jogador de futsal brasileiro, considerado o melhor jogador de futsal de todos os tempos, com o jogo "Amigos do Falcão contra Seleção do Piauí.

Sobre a otimização dos custos, Arruda reconhece também que esses avanços são necessários porque, mesmo depois de anos fechado, o Ginásio continua não sendo rentável, por não receber atividades esportivas. Hoje, segundo o presidente-geral, as despesas mensais giram em torno de R$ 800 mil. "Tudo que se começa, se    começa sem grandes vantagens, sem grandes margens de lucro, mas no decorrer tempo, e de acordo com a sequência de eventos se passará a ter lucro", argumentou.

O projeto foi estruturado pela Superintendência de Parcerias e Concessões (Suprac), junto com a Fundação de Esportes do Piauí (Fundespi). Pensando nisso, o Governo pediu ajuda ao mercado para encontrar um bom modelo de gestão para a Arena. E os estudos construídos nesse sentido estavam sendo avaliados desde o lançamento do edital, em outubro do ano passado. Presente na cerimônia, o presidente da Fundespi, Paulo Martins, disse que a PPP traz melhorias também para a economia. "Agradecemos o ganho que o esporte terá e também a economia que o Verdão trará para toda aquela região, pois serão restaurantes, hotéis. Estamos à disposição para outras parcerias para o Piauí', resumiu o diretor.(V.P.)

Tópicos

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail