Vídeo mostra momento do acidente em brinquedo de parque em Goiânia

As imagens mostram a mulher dando risadas ao lado de uma menina.

Um vídeo gravado pela cabeleireira Alessandra Rosa Souza mostra o momento exato do acidente com o brinquedo Twister, que deixou 13 feridos no Parque Mutirama, em Goiânia. As imagens mostram a mulher dando risadas ao lado de uma menina e, em seguida, é possível ouvir gritos de pânico após o brinquedo se chocar com o chão.

A cabeleireira disse que o equipamento acelerou e parou bruscamente. Ela estava com a filha e duas amigas. “O brinquedo não estava parando, e ele começou a rodar muito rápido e muito alto. Ele, ao invés de circular assim [na horizontal], ele começou a girar como uma roda gigante. Foi a hora que ele chocou no chão, e nós ficamos dependuradas”, contou.

O acidente ocorreu por volta das 13h30 de quarta-feira (26). Após o ocorrido, o brinquedo foi isolado para perícia e o parque foi interditado pelo prefeito de Goiânia, Iris Rezende (PMDB). Segundo o diretor do Instituto de Criminalística, Rodrigo Medeiros, a estrutura que sustenta o brinquedo partiu ao meio. Metade das cadeiras bateu no chão e o restante ficou suspenso.

“Se o eixo estivesse intacto, ele resistiria todo o peso do equipamento, sem dúvidas. E é isto que vai ser avaliado, como ele estava no momento em que houve o rompimento. É um diâmetro de cerca de 16 centímetros. A composição deste material também vai ser avaliada, para saber se ainda tinha resistência para continuar em funcionamento”, disse Medeiros.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), inicialmente, 11 pessoas foram atendidas no local. No entanto, ao chegarem às unidades de saúde, outras duas mulheres que acompanhavam vítimas perceberam escoriações e também foram atendidas.

Os feridos foram encaminhados para o Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo), Hospital de Urgências Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol) e Centro de Referência em Ortopedia e Fisioterapia (Crof).

No Hugo, até o início da noite de quarta-feira, uma menina de 9 anos tinha estado de saúde grave e estava internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Já um homem de 49 anos tinha estado regular e passava por reavaliação. Ainda na mesma unidade, uma mulher de 56 anos tinha estado grave e passava por cirurgia na perna.


Fonte: Com informações do G1
logomarca do portal meionorte..com