Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Você tem bruxismo? Saiba os sintomas e como prevenir

Além das dores de cabeça e na musculatura, o bruxismo pode causar desgastes nos dentes e até mesmo ajudar o aparecimento de doenças periodontais

Compartilhe

O bruxismo é uma desordem funcional que acomete tanto adultos quanto, crianças e é caracterizada pelo ato de ranger ou apertar os dentes durante o sono. Por acontecer de forma inconsciente, é um ato involuntário que pode estimular dores na musculatura ao acordar ou ainda forte dores de cabeça mesmo durante o dia. Além disso, com o passar do tempo, provoca desgaste nos dentes e colabora para o aparecimento de doenças gengivais e do periodonto. Nos casos mais graves, o bruxismo pode levar a necessidade de tratamento de canal ou ainda distúrbios na articulação temporomandibular, a ATM. Este "exercício" praticado sem perceber, causa a hipertrofia do músculo masseter, localizado na região do ângulo da mandíbula, o que provoca uma intensificação de volume e pode levar a um desconforto estético.

Segundo a cirurgião dentista, Dra. Daniela Yano, algumas pessoas podem apresentar estes mesmos sintomas em uma condição que chamamos de apertamento dentário. Ocorre mesmo durante o dia, em vigília, e o indivíduo mantém os dentes apertados uns contra os outros, quando a musculatura deveria estar relaxada. Estas condições, na maioria das vezes, estão relacionadas a fatores psicológicos como o estresse, mas podem ser causadas, ou ainda exacerbadas, pela ausência ou mau posicionamento dental, ou mesmo uma simples mastigação incorreta.

O sintoma mais comum do bruxismo são as dores de cabeça frequentes. O paciente com esta condição pode apresentar também desgaste ou mobilidade nos dentes, zumbido no ouvido, dores e estalos ao abrir e fechar a boca, dor e fadiga nos músculos da face, no pescoço e mandíbula. Estes sintomas são intensificados nos períodos em que o paciente encontra-se em situação de estresse e pode levar a modificações do sono. É importante lembrar que o bruxismo dificilmente apresenta apenas um fator causal, o que é característico desta parafunção.

O tratamento do bruxismo será elaborado, caso a caso, de acordo com o diagnóstico encontrado pelo profissional. Caso haja uma desconformidade na oclusão, pode-se realizar ajuste oclusal por desgaste ou acréscimo de estrutura, reposição de dentes ausentes ou ainda, terapia ortodôntica. Além destas opções, o uso da placa oclusal é muito importante, este é um dispositivo confeccionado sob medida que alivia as tensões exercidas pelos músculos da face, além de proteger as estruturas dentárias dos desgastes e das forças direcionadas aos dentes no momento de apertamento e atrito.

A cirurgiã dentista Dra. Daniela Yano ressalta que é importante lembrar que o bruxismo, por estar relacionado a condições emocionais, o paciente que sofre deste distúrbio funcional deve procurar meios tranquilizar o stress, seja pela prática de atividades físicas e terapias relaxantes ou ainda por acompanhamento psicológico com medicações específicas, quando houver necessidade.



Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar