Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

W.Dias visita áreas afetadas pelas chuvas em Piripiri e reforça ações

Wellington visitou PI-327, que liga Piripiri ao Açude Caldeirão, e abrigos onde as famílias atingidas pela enchente estão abrigadas.

Compartilhe
Google Whatsapp
Siga-nos

O governador Wellington Dias esteve, nesta quinta-feira (12), em Piripiri, conferindo pessoalmente os trabalhos realizados na PI-327, que liga a cidade ao açude Caldeirão, e também a assistência às famílias atingidas. O Governo do Estado reforçou o apoio aos municípios atingidos pelas fortes chuvas, principalmente no norte do estado, onde a enxurrada já provoca prejuízos e famílias estão desabrigadas.

Com a chuva, um trecho da PI-327 cedeu e a via foi interditada. A BR-343, no trecho sentido Brasileira, também precisou ser interditada devido a abertura de crateras no leito carroçável. Equipes do Corpo de Bombeiros Militar, Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e Defesa Civil estadual foram enviadas para auxiliar na restauração da ordem e dos equipamentos públicos.

Além de avaliar as necessidades emergenciais, o governador autorizou à Defesa Civil a providenciar equipamentos para desobstruir e limpar ruas atingidas pela enxurrada, viabilizando o acesso aos bairros mais afastados.

Em visita à Rodovia Ministro Vicente Fialho, que dá acesso ao Açude Caldeirão, mais precisamente no Riacho da Conceição, o chefe do Executivo estadual destacou o trabalho que está sendo feito pela Prefeitura de Piripiri e pelos órgãos estaduais e falou sobre o decreto de emergência. “Em razão de um volume grande de chuvas, interrompeu a trafegabilidade dessa área, onde destaco a boa assistência do município, o prefeito Luiz Menezes e sua equipe cuidou de rapidamente organizar todas as equipes e o Estado aqui presente também com a Defesa Civil e com os Bombeiros. Queremos apoiar as várias famílias que estão desabrigadas para que a gente tenha rapidamente o reconhecimento do decreto de emergência, que deve sair hoje, não apenas para Piripiri, mas também para outros municípios que também estão sendo atingidos em razão das enchentes e, com isso, a gente poder garantir em primeiro momento que não se tenha o isolamento para qualquer região do município”, ressaltou Wellington.

Dias frisou também que o trabalho realizado neste primeiro momento é emergencial e de atendimento às famílias desabrigadas, mas que, ao passar o período chuvoso, as vias atingidas serão recuperadas. “Logo após diminuir as chuvas podemos trabalhar de forma mais concreta e, ao mesmo tempo, de ontem para hoje já tivemos uma quantidade de chuva menor, a expectativa é que a gente tenha uma condição de trabalhar nessa parte emergencial. No entanto, estamos ainda em um período que chove bastante, de março até abril tem muita chuva ainda, por isso ninguém pode esperar que se resolva tudo agora. Nesse momento é a parte emergencial para em seguida, após esse período de chuvas mais intensas, aí sim trabalhar de forma integrada, governo federal, Estado e Município”, disse o governador.

Parceria do Estado com o Município 

O prefeito de Piripiri, Luiz Menezes, falou sobre a parceria do Município com o Estado na recuperação das áreas danificadas e auxílio à população. “O fenômeno foi surpreendente, um volume muito forte de águas, pontes foram danificadas, estradas, passagens molhadas, a área viária tanto no interior quanto na parte urbana, a comunicação, a educação, a saúde e o comércio estão prejudicados. Então, fizemos um levantamento de tudo o que foi atingido, encaminhamos para o Governo do Estado e para as estruturas federais, buscando, nesse primeiro momento, socorrer a população; nossa preocupação primeira são as famílias desabrigadas, que estavam com suas casas dentro da água e, posteriormente, com calma, fazer um levantamento técnico. Com esses parceiros, pretendemos recuperar toda a estrutura que foi atingida para o cotidiano da cidade voltar ao normal. Isso deve acontecer quando voltar o período mais quente. Nesse momento é emergência”, afirmou o gestor.

Segundo levantamento do Corpo de Bombeiros, 110 famílias foram desalojadas e encaminhadas para três abrigos. O governador visitou dois desses abrigos, o Centro Educativo Municipal Dr. Antônio de Freitas Rezende e a Creche Romerito Francisco Ximenes Escórcio de Brito, onde conversou com algumas famílias e autorizou a liberação de alimentos, kits de limpeza e higiene, vacinação tanto para as famílias quanto para as pessoas que estão trabalhando.

“Estamos, desde sexta-feira, fazendo esse trabalho diuturnamente; é um momento difícil para as famílias e nossa secretaria, com ajuda de voluntários, está realmente assistindo as famílias da zona urbana e rural, trazendo para os três abrigos, que são escolas cedidas pela Secretaria de Educação. Já contabilizamos mais de 2 mil pessoas afetadas que foram diretamente atendidas pelo Município”, disse Márcia Galvão, secretária municipal da Assistência Social.

Wellington reafirmou o compromisso do Estado com a população dos municípios atingidos pelas chuvas. “Quero fazer um agradecimento à solidariedade tanto do povo de Piripiri como da região e dos demais municípios que estão aqui sendo bastante solidários, por isso fiz questão de vir hoje, aqui, visitar algumas áreas onde foram atingidas e também a população que está sendo abrigada fora das suas residências. Nosso compromisso é de trabalhar para ajudar o município e buscar amenizar esse sofrimento”, acrescentou Dias.

De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Florentino Neto, a Sesapi está prestando assistência aos desabrigados. “A Secretaria da Saúde está dando apoio às famílias em conjunto com a prefeitura a fim de garantir a vacinação da população, para isso, temos aqui a nossa Superintendência de Atenção à Saúde, que vai distribuir medicamentos, principalmente nos locais dos abrigos onde a população desabrigada está acomodada. A orientação do governador é atender de forma igualitária todas as cidades que estão passando por esse momento de dificuldade”, frisou o gestor.

Municípios atingidos

Além de Piripiri, outros municípios da região norte do Piauí sofrem com as fortes chuvas, já são 11 municípios em situação mais crítica, incluindo a capital Teresina; na região sul as cidades de São Gonçalo do Gurgueia, Paulistana e Uruçuí tem situações de atenção e todas estão sendo monitoradas pela Defesa Civil e Corpo dos Bombeiros.

Segundo o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Carlos Frederico, o nível do Açude Caldeirão baixou mais de 90cm, portanto, já se encontra em nível de segurança. As equipes se encontram em Piripiri, Barras, Esperantina, Parnaíba e Teresina. “Temos 20 bombeiros militares presentes, está chegando mais seis especialistas em salvamento aquático. Estamos fazendo um apanhado nos municípios da região centro-norte, fazendo um trabalho de busca e salvamento, pegando as pessoas que estão em risco e deslocando para um local seguro”, informa o comandante.


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp
Siga-nos

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar