Wellington: "Piauí já produz energia hidrelétrica, eólica e solar"

Governador visitou Complexo Eólico em Lagoa do Barro.

O governador Wellington Dias, durante visita ao Complexo Eólico Lagoa do Barro, interior do Piauí, falou sobre a produção de energias renováveis no Estado. O Complexo Eólico Lagoa do Barro será composto por oito parques eólicos que terão 195 megawatt de capacidade, distribuídos em 65 aerogeradores, cada um com 120 megawatt. O empreendimento é uma inciativa pioneira da Atlantic, que tem como parceira a líder global em energias renováveis, Acciona. 

Governador Wellington Dias (Crédito: João Allbert)
Governador Wellington Dias (Crédito: João Allbert)

"A geração de energia é uma necessidade para o desenvolvimento. Você não vai encontrar nenhum lugar do mundo que conseguiu se desenvolver sem que tivesse solução para energia. O Piauí já produz energia hidrelétrica, eólica, solar, energia com termoelétrica e já produzimos o que piauiense consome, além de já exportamos energia”, destacou.

“O que no passado era problema, sol e vento, hoje é fonte de riqueza. Serão implantados além da fábrica, projetos de geração de energia. Já temos muitos estudos na região de várias empresas, o que prevê mais investimentos. É uma fase histórica para o Piauí”, acrescentou.

Wellington Dias durante visita ao Complexo Eólico Lagoa do Barro (Crédito: João Allbert)
Wellington Dias durante visita ao Complexo Eólico Lagoa do Barro (Crédito: João Allbert)

Na primeira etapa do projeto, o investimento chegará a US$ 1,2 bilhão. O presidente da Atlantic Energias Renováveis, José Roberto de Moraes, falou do impacto das instalações na economia da região. “O benefício da instalação desse complexo para a região vai ser fantástico. Por exemplo, na fase de implantação o número de empregos gerados chegará a quase mil aqui na fabricação. Além disso, fica o legado para a região de uma expertise. As escolas profissionalizantes podem ir neste rastro das energias renováveis, porque com certeza o parque da Antlantic não será o único nessa região”, afirmou.

Para o secretário de Mineração, Luiz Coelho, essa é uma oportunidade para elevar o IDH da região. "O que estamos vendo aqui é um Piauí que poucos conhecem, é um investimento na área das energias renováveis onde iremos ter uma produção de torres bem próximo dos parques eólicos, veja a economia que vai gerar, além da quantidade de empregos ofertados na região, essa que é bem árida e que possui um IDH muito baixo, o que vai elevar a qualidade de vida de pessoas dessa região. Nós estamos vendo uma oportunidade de crescimento para a cidade e também para nosso Estado", declarou.

O prefeito Gilson Nunes de Lagoa do Barro compara o empreendimento a uma bênção de Deus. “Um investimento dessa magnitude chegou ao nosso município, situado no semiárido piauiense. Há dez anos atrás ninguém acreditava na nossa potencialidade e Lagoa do Barro passa hoje por um desenvolvimento com a confirmação de empregabilidade para esse grande projeto. Sou grato a Deus e à natureza por essa matéria-prima”, disse.


Fonte: Portal do Governo do Piauí
logomarca do portal meionorte..com