Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Programa Brasil Quilombolas chega a Amarante

Programa Brasil Quilombolas chega a Amarante
Luis Neto e Alexandre Reis | Denison Duarte
Compartilhe

Uma equipe do governo federal que compõe a Secretaria das Igualdades Raciais esteve em Amarante no último sábado para apresentar o Programa ?Brasil Quilombolas? que visa atender as comunidades quilombolas do Brasil nas ações de saúde, previdência, saneamento básico e desenvolvimento local. Esteve presente, Alexandre Reis - Subsecretário de Políticas Públicas para comunidades tradicionais, trazendo informações de como o município pode acessar os programas de melhorias das comunidades quilombolas.

Para a primeira investida no Piauí foi escolhida a comunidade quilombola de Amarante para tratar das questões de políticas públicas. São na verdade, programas cujos resultados dar-se-ão em longo prazo e que são voltados aos 3.630 quilombos referendados no Brasil através do INCRA e devidamente cadastrados na Fundação Palmares.

O objetivo primordial dos programas é trabalhar políticas públicas de igualdade racial buscando atender as comunidades socialmente mais vulneráveis a partir de articulações com os ministérios e também com a Casa Civil. Outro motivo da visita à Amarante foi a busca pela parceria da atual administração para o apoio ao programa do Governo Federal ?Brasil Quilombolas? para a solidificação do mesmo na lei de consolidação de políticas públicas sociais que a equipe de governo do presidente Lula está elaborando. O presidente, após levantamento de suas ações de governo na área de quilombo, quer apresentar à sociedade o resultado de seu governo e, para isso, faz-se necessário ampliar as ações e, no Piauí, o Quilombo do Mimbó de Amarante será o pioneiro na aplicação dos programas.

O Piauí é extremamente importante com lideranças quilombolas bem articuladas nacionalmente e nós queremos avançar essas articulações, diz Alexandre Reis.

Eu espero que nós, com essa parceria, possamos trazer tais realizações, pois a gente mostra, involuntariamente, certo cansaço e um medo com tantas promessas e poucas ações, pois no âmbito da política sempre foi assim: primeiramente é feita a divulgação para depois tentar fazer a ação, e eu tenho a seguinte concepção: primeiro a gente faz, depois a gente divulga; e o povo de Amarante está cansado de promessas, digo isso para não passarmos a imagem de que somente queríamos tirar proveito. No entanto faz-se necessária a aplicação da ação para a divulgação do que foi feito, afirma Luiz Neto, prefeito municipal.

De antemão Luiz Neto apresentou o quadro de necessidades à equipe de governo no intuito de fazer com que os programas sejam expansíveis às comunidades carentes. Em tudo isso, o que mais queremos é a parceria, mas que seja uma parceria sólida e que possa atender as necessidades de nosso município tanto no Quilombo Mimbó quanto nas regiões carentes do nosso lugar, reforça.

Fez parte da reunião João Carvalho ? Presidente do DNOCS, Professor Solimar ? UFPI (Historiador), Lourdes Rufino ? Assessora do Deputado Osmar Júnior, Francisco Pelé - FUNDAC (Movimento Negro), Luis Silva ? Secretário Municipal de Cultura, Inácio Pinto - Vereador e representantes de associações do município de Amarante.

FOTOS:
















Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar