Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

MEC estuda implantar UAB em Cajazeiras

MEC estuda implantar UAB em Cajazeiras
Polo da UAB - Cajazeiras do Piauí | Imagem ilustrativa da Internet
Compartilhe

A pedido secretária da Educação, Rejane Dias, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), do MEC, autorizou nesta quarta-feira (2) os municípios de Cajazeiras e São José do Peixe como candidatos a pólos da Universidade Aberta do Brasil (UAB). “Isso significa que nós já podemos receber a vistoria da Capes nesses dois municípios e em todos os demais que já possuem pólos/UAB, considerados aptos a receber os técnicos”, comemora a secretária.

Outra boa notícia, segundo o superintendente de Ensino Superior da Seduc, Ellen Gera de Brito Moura, é que já no segundo semestre será publicado edital com novas vagas para a Universidade Aberta do Brasil (UAB). O superintendente participou de reunião na Capes nesta quarta-feira com o diretor de Ensino à Distância da Capes, Jean Marc.

Rejane Dias afirma que as visitas da Capes em Cajazeiras e São José do Peixe deverão ocorrer em abril deste ano. “Após essas vistorias técnicas, os municípios poderão agendar vestibular e ofertar as vagas para os estudantes.”

Vagas

Ellen Gera de Brito acrescenta que, por contingenciamento financeiro, desde 2014 estão fechadas as vagas para os pólos de vestibulares, previstas no edital na Capes (Nº 75/2014). Em 2015, o sistema ficou parado. Não houve vestibular para a UAB em todo o Brasil.

“Já no segundo semestre, esse edital terá um aditivo com a disponibilidade de novas vagas para a UAB”, destaca. “Os polos de Cajazeiras e São José do Peixe poderão participar do processo seletivo e ofertar vagas.”

O modelo da UAB é uma parceria entre o MEC, a Capes e o Estado. “A Seduc será responsável por manter a administração dos pólos e a parte de infraestrutura”, explica Rejane Dias. “A Seduc dará todas as condições estruturais, de tecnologia, equipamentos e a mão-de-obra administrativa.”

O MEC fornecerá os professores, de acordo com os cursos que serão ofertados pelas universidades. “No Piauí estamos pleiteando 12 mil vagas para todo o Estado, informa. “O próximo será garantir o máximo de vagas possíveis, por meio da Uspi e UFPI.”


Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar