Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

CRIME CHOCA POPULAÇÃO

Compartilhe

Hoje (03) na manh? de domingo, ocorreu um crime que chamou a aten??o da popula??o de Campo Maior. Foram encontrados pela pr?pria filha de 12 anos o casal Ant?nia Francisca, (33) e Ant?nio Ferreira Lima (53) conhecido por Catura, mortos por disparo de rev?lver calibre 32.

Detalhes de um cen?rio de um crime passional est? sendo trabalhado pela pol?cia civil que foi chamada pelos os vizinhos.

Segundo informa?es obtidas por policiais, Ant?nio disparou um tiro na sua ex-mulher e depois cometeu su?cidio, o casal residiam no Conjunto Jos? Almeida, estavam separados h? poucos menos de tr?s meses e passavam por dificuldades em administrar a separa??o, sendo que Catura perseguia a mulher e fazia v?rias tentativas sem sucesso de reatar a uni?o.

Na noite anterior, Ant?nia havia deixado os filhos dormirem na casa de vizinhos e hoje pela manh? quando a menina acordou que voltou para casa encontrou a porta fechada, com estranheza e ajuda dos vizinhos resolveram arrombar uma janela quando se depararam com a cena.

O casal deixa ?rf?s dois filhos uma menina de 12 anos e menino de 08 anos de idade.

As not?cias de crimes passionais continuam enchendo as p?ginas dos jornais sem que nossa sociedade acorde para o problema: n?o existe crime cometido por amor.

O autor de crime passional possui uma ilimitada necessidade de dominar e uma preocupa??o exagerada com sua reputa??o. Tem tanto medo de ser tra?do pela companheira que acaba por perseguir seus passos, suspeitando de tudo e de todos. N?o porque esteja preocupado com o relacionamento do casal em si, mas por temer a repercuss?o social gerada pelo adult?rio, embora a infidelidade n?o seja comprovada.

S?o rar?ssimos os casos de mulheres que mataram seus companheiros por suspeita de infidelidade; a hist?ria mostra que ? sempre o homem que se acha no direito de tirar a vida daquela que n?o o quer mais. Isto mostra que a paix?o n?o basta para produzir o crime, ? apenas uma circunst?ncia dele.

A discuss?o sobre a passionalidade delituosa ? importante para que possamos encontrar formas de preveni-la, promovendo a cidadania e o respeito aos direitos humanos, bem como incentivando relacionamentos amorosos em que a individualidade e a liberdade tamb?m encontrem seu lugar.


Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar