Prefeito João Luiz entra em campo no combate ao Sarampo  - Imagem 1

O prefeito João Luiz determinou ao Secretário Municipal de Saúde Herbert César, para que entre em ação e trace estratégicas para o combate ao Sarampo em Monsenhor Gil. A equipe Gestora da Saúde se reuniu hoje (3), com todos os  Agentes de Saúde do município para pensar e desenvolver a campanha de prevenção do Sarampo . Segundo Herbert César a princípio serão vacinadas prioritariamente e de forma imediata, todas as crianças de 6 a 11 meses. A medida que o Estado for disponibilizando mais doses das vacinas, os demais públicos serão convocados.

Prefeito João Luiz entra em campo no combate ao Sarampo  - Imagem 2

Os pais das crianças nessa faixa etária devem procurar o Agente de Saúde, ou ir direto até uma Unidade Básica de Saúde (UBS) e ficar por dentro da campanha de prevenção e que pode salvar vidas. 

Prefeito João Luiz entra em campo no combate ao Sarampo  - Imagem 3

Sarampo Os sintomas do sarampo aparecem apenas de 10 a 14 dias após a exposição. Eles incluem tosse, coriza, olhos inflamados, dor de garganta, febre e irritação na pele com manchas vermelhas.

As pessoas podem ter:

Dores locais: nos músculos

Tosse: forte ou seca

No corpo: fadiga, febre, mal-estar ou perda de apetite

No nariz: espirros, nariz escorrendo ou vermelhidão

Na pele: erupções ou manchas vermelhas

Também é comum: conjuntivite, dor de cabeça, dor de garganta, inchaço dos gânglios, irritação nos olhos ou sensibilidade à luz

Como essa infecção é transmitida

O vírus do sarampo é facilmente passado de um indivíduo para outro através de secreções. Ou seja, um espirro ou um beijo são mais do que o suficiente. A enfermidade é transmitida durante a fase mais ativa do problema, em que o paciente apresenta febre alta e mal-estar, por exemplo. Isso costuma durar uns quatro dias.

Como tratar o sarampo

Não há um remédio específico para a doença – mais um motivo para não deixar de se vacinar. O paciente deve se manter sempre hidratado e bem alimentado, enquanto os médicos lidam com as consequências do quadro, como diarreia.

Vacina 

A melhor prevenção é a vacina e a palavra de ordem do prefeito João Luiz é vacinar todos, obedecendo prioritariamente às crianças, públicos especiais e à medida que às doses forem chegando à meta é atender a todos no município. 

Prefeito João Luiz entra em campo no combate ao Sarampo  - Imagem 4

Prefeito João Luiz entra em campo no combate ao Sarampo  - Imagem 5

Eu devo tomar a vacina?

Hoje, tanto a tríplice viral quanto a tetravalente (contra sarampo, caxumba, rubéola e catapora) estão disponíveis na rede pública e privada. A versão tríplice viral idealmente deve ser aplicada em bebês de 12 meses, com um reforço aos 15 meses de vida. O imunizante também é ofertado para pessoas de até 49 anos que não foram vacinadas. Se você não sabe se recebeu suas doses, converse com um médico e vá ao posto de saúde. A proteção conferida pela vacina é alta. Mais de 90% dos sujeitos que recebem as duas doses criam um bloqueio duradouro contra o vírus. Fora isso, ela é segura na população indicada. E, mesmo nos poucos casos em que gera reações adversas, pode ter certeza: eles são bem menos preocupantes do que a doença em si.

Só é importante conferir se o indivíduo é alérgico ou se possui alguma contraindicação. Nada que uma conversa com o profissional de saúde não resolva.