O prefeito João Luiz dentro das possibilidades e condições que a prefeitura oferece, tem procurado fazer diferente, inovando, buscando facilitar o acesso da população aos bens e serviços que todos teem direitos. Basta ver  na área da saúde, da limpeza pública, nos eventos culturais e de entretenimento, entre outros. Pensando nisso o prefeito resolveu descentralizar à entrega dos peixes contemplando as zonas rural e urbana do município. 

Prefeito João Luiz inova e descentraliza entrega do pescado  - Imagem 1

A tradicional distribuição de pescados acontecerá na próxima, quarta-feira (17/04), pela manhã.

CONFIRA O ROTEIRO

ZONA RURAL:

BAIXA GRANDE 

BOM LUGAR 

CANAFISTULA 

CADOZ 

Na zona urbana, a distribuição acontecerá no Ginásio Poliesportivo a partir das 09h da manhã e será destinada às famílias carentes do município. Comparecendo com documento de identificação com foto, cartão do bolsa família e nada mais. A coordenação avisa que a população não se deixe levar por alguns fuxicos, que visam confundir e prejudicar às pessoas. Uma ação da Prefeitura Municipal através da Secretaria Municipal de Assistência Social e da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural. Lembrando que todo o pescado distribuído é adquirido dentro do município, em parceria também com à Associação dos Psicultores de Monsenhor Gil. 

Para combinar os detalhes desta mudança que visa facilitar o acesso das pessoas aos 3 mil quilos de peixes, o prefeito João Luiz se reuniu com os psicultores na manhã deste sábado  (14), em uma lanchonete do município. "Sempre dissemos que queremos fazer uma gestão participativa, onde à opinião da população, pensando no melhor para todos, iremos ouvir e dentro das possibilidades atender.  A pedido de algumas pessoas estamos fazendo estas mudanças na distribuição do pescado", disse João Luiz. 

Prefeito João Luiz inova e descentraliza entrega do pescado  - Imagem 2

NOTA 

O Prefeito João Luiz vem de público repudiar a produção e veiculação criminosa de material, que visa prejudicar o acesso das pessoas carentes à esta ação da prefeitura, que tradicionalmente serve para que às famílias reforcem suas refeições em meio às orações pelo período da Semana Santa. O materialoriundo de algum "fakeopata ", usando o nome da prefeitura faz uma série de exigências em documentos, para às pessoas adquirirem o pescado, uma total e criminosa inverdade. 

Outrossim, a assessoria do prefeito nos falou que a prefeitura, já que o nome da instituição foi usado, irá acionar sua assessoria jurídica para provocar a Delegacia Contra os Crimes Virtuais, da internet, para que investigue, identifique e puna dentro da legislação vigente, quem cometeu tal ato.