Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Prefeitura traz de volta para Monsenhor Gil o famoso "Bamburrá"

Prefeitura traz de volta para Monsenhor Gil o famoso "Bamburrá"
Prefeitura traz de volta para Monsenhor Gil o famoso "Bamburrá" |
Compartilhe
Google Whatsapp

Depois desta notícia veiculada em um Blog da cidade de Parnaíba  (PI), dando conta de um andarilho perambulando pelas ruas do município de Chapadinha  (MA), distante uns 300km de Monsenhor Gil, o prefeito João Luiz, a Secretaria de Assistência Social Ivonete Carvalho e o senhor Zé Noronha organizaram uma equipe para buscar o famoso Bamburá, ontem  (23), na referida cidade maranhense, tendo em vista que as notícias também davam conta de seu estado de saúde nada bem. 

Veja a notícia:

"Homem da cidade de Parnaíba-PI está morando nas ruas de Chapadinha e pede ajuda a população para retornar e encontrar a família. O nome dele é Antônio Luiz dos Santos, com apelido de Odalilo, ele disse que tem uma filha chamada por Nathalia, que mora na Avenida que vai para Luis Correia. Uma pessoa ajudou o Sr Odalilo e levou ele para UPA de Chapadinha e a diretora da unidade fez os primeiros cuidados e ele encontra-se de repouso na unidade.Chapadinha-MA"

(blog do pessoa)


Segundo Zé Noronha para quem a mãe de Bambura trabalhou para sua mãe Antônia Noronha  (ex prefeita de Monsenhor Gil, já falecida), algumas informações não batiam, o apelido e o fato de que ele teria esta irmã no litoral do Piauí, na cidade de Parnaíba. E não batia mesmo era mais uma das traquinagens de Bambura no seu intuito de conhecer o mundo ou retornar a lugares por onde já tinha andado. Então saímos rumo ao desconhecido para Chapadinha, depois de contatos com algumas pessoas da UPA do município, onde bambura era visto com frequência devido os mesmos estarem tratando de uma infeção em uma de suas pernas. O grupo foi formado por eu Miro Silva, Secretário de Cultura e Turismo, o motorista da prefeitura Ednilson e o senhor João, um amigo e espécie de familiar do futuro resgatado. Uma aventura que só se iniciava.

O encontro de seu João e Bambura no terminal rodoviário de Parnaíba Piauí 

Levamos uma manhã percorrendo de carros estradas e lugares que somente o senhor João conhecia dos seus tempos de vendedor ambulante, distância e lugares acrescidos a outros que Bambura levou mais de ano em seu deslocamento até chegar em Chapadinha. Segundo ele próprio já teria andado até em São Luís, capital do Maranhão, já que seu destino inicial seria o Pará. Mas ao chegar em Chapadinha veio a surpresa depois de enfrentar estradas horríveis, cheias de buracos, muita chuva e o cansaço que é natural, Bambura não se encontrava mais em Chapadinha. Com ajuda da população tinha embarcado com destino a Parnaíba, onde ele dizia que tinha uma irmã. O histórico  do cidadão Antonio Luiz dos Santos (Bambura), praticamente sem família e alcoólatra, mesmo sabendo ler e escrever, possa falar um pouco de sua saga já bem conhecida de andar de um lado para outro, sofrendo as intempéries de quem vive desta forma. Mas enfim, a missão era trazer o homem de volta e os obstáculos teriamque ser vencidos. De Chapadinha e com a informação que teria entrado num ônibus com destino a Parnaíba, sem lenço e sem os documentos, já que poderia desembarcar no caminho, mesmo assim seguimos rumo a Parnaíba. Já era noite quando chegamos em Parnaíba e logo encontramos Bambura encerrando uma busca que entre ida e vinda percorremos mais de mil quilômetros.

                                                                     Patricia  (Chapadinha)

Mas tudo valeu a pena e o próprio Bambura é só agradecimentos as pessoas de Chapadinha, em especial a senhora Patricia e o senhor Manhoso e família. A prefeitura colocará seus equipamentos a disposição de Bambura, em especial a rede de saúde para tratar suas enfermidades e assistência social para tentar lhe fixar entre nós seus conterrâneos, segundo garantiu o prefeito João Luiz. 

Mesmo assim, só nos resta ficar no aguardo de até quando Bambura ficará entre os seus e para onde ele seguirá na próxima! 


ATUALIZANDO as 14:23 desta sexta feira  (24)

Na manhã desta sexta, Bambura procurou o hospital de pequeno porte de Monsenhor Gil, onde foi atendido pela médica Geovana e equipe de enfermagem do hospital. Depois de fazer curativos e de posse de uma receita fomos até a farmácia da Secretaria Municipal de Saúde, onde o senhor Abdias lhe recebeu muito bem, entregou a medicação e recomendou cuidados. Bambura depois seguiu para casa do senhor João e dona Maria Nila no bairro Cedro em Monsenhor Gil, onde tem apoio total. 


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se