A situação hídrica do município de Pedro II é uma das preocupações da atual gestão municipal. Para amenizar os efeitos da estiagem que resultou na queda brusca do volume de água do principal manancial de abastecimento d'água da cidade, o Açude Joana, vários pleitos foram feitos junto às esferas de governo.

O Governo do Estado tem uma proposta que consiste em construir uma adutora para captação no Açude Caldeirão, em Piripiri, associada à estação de tratamento (ETA) já existente em Pedro II. No entanto, como o volume de recursos é bastante expressivo, outras alternativas estão surgindo.

Atendendo a um apelo da prefeita Neuma Café, o governador Wellington Dias autorizou a Agespisa a implantar um sistema simplificado na cidade, utilizando poços tubulares que serão interligados à rede de abastecimento já existente.

Técnicos contratados pela empresa estiveram nesta sexta-feira (19) em Pedro II fazendo um levantamento topográfico para a implantação da rede de energia onde serão instalados os poços. Deverão ser perfurados poços em locais estratégicos e reativados outros que estavam inativos desde a construção do sistema que abastece a cidade a partir do Açude Joana.

A prefeita Neuma Café afirma que essa alternativa é interessante para suprir a necessidade momentaneamente, mas vai continuar lutando por uma ação que possa garantir, de forma definitiva, o abastecimento d'água do município.

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Image title

Fonte: Secretaria de Comunicação

Fotos: Ednardo Pinto