Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Professores se recusam a lecionar na Tapera dos Vital

Professores se recusam a lecionar na Tapera dos Vital
Eleonora Martins | Edinardo Pinto
Compartilhe

Comunidade Tapera dos Vital, localidade pertencente a Pedro II, corre o risco de ter o seu colégio fechado pelo fato que alguns professores da rede municipal de ensino não querem ir lecionar na comunidade. As alegações são: Distância, que lecionam em outros colégios da cidade, que antes não lecionavam lá, que tem crianças, mais na verdade o principal fato de não quererem lecionar na comunidade é meramente questão politiqueira, daquela mais baixo possível, onde alguns professores entraram na justiça e ganharam uma liminar da Juíza, onde determina que use o critério da mesma lotação dos professores feita no ano passado.

Segundo informações colhidas da secretária municipal de educação Eleonora Martins, a lotação foi feita de acordo com as necessidades existentes dentro da formação de cada professor e ainda colocando nos lugares que eles optaram no último concurso que prestaram. No ano passado, a secretaria teve que colocar professores substitutos, com serviços prestados nessas comunidades rurais, pelo fato de alguns deles se recusarem a lecionar como está acontecendo novamente agora.

A comunidade Tapera dos Vital é bastante povoada e está localizada entre outras comunidades, por sinal brevemente estará sendo construído um assentamento na comunidade que fica localizada aproximadamente a 50 kilometros de Pedro II, ficando na divisa dos estados do Piauí com o Ceará a esquerda, logo após a comunidade Boa Esperança. O colégio funciona pela manhã, tarde e agora noite, onde abrigará uma média de 120 alunos da região na sua formação do ensino fundamental.

A comunidade até pouco tempo era desprovida de estrutura. Como: Colégio, posto de saúde que está sendo construído e posteriormente será equipado, poço tubular etc. Tudo isso graças a uma parceria que nasceu entre a prefeitura de Pedro II através do prefeito Alvimar Martins e a Associação Italiana Modena Terzo Mundo Onlus, onde o principal articulador de todos esses benefícios foi o coordenador da unidade gestora micro-regional de uma ONG José Pinheiro, que tem procurado ajudar essas comunidades carentes, como era a Tapera dos Vital com ações, estruturas, com isso gerando uma melhor qualidade de vida para essa população, que brevemente toda região terá um posto de saúde funcionando para resolver os problemas de saúde da população, sem precisar mais vir para cidade a não ser um caso complexo.

Caso isso venha ocorrer, dos professores se recusarem em ir para comunidade lecionar suas aulas, muitas famílias serão prejudicadas, com seus filhos que enfrentarão novamente uma dificuldade grande para se deslocar para outras comunidades, isso se não ficarem fora da sala de aula, o que não é bom.

Toda essa situação complicada com a educação de Pedro II é uma questão polítiqueira e todo mundo sabe quem está por trás disso, contribuindo para prejudicar o início do ano letivo.


Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar