Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Secretário de Educação subestima “inteligência” de professores pra justificar a não aplicação do Plano de Carreira e Piso Salarial.

Compartilhe

Todo pagamento deve ser efetuado até o 5º dia útil do mês subsequente, no entanto em Redenção tudo depende da boa vontade do gestor. A Secretaria de Educação que recebeu do dia 05 de janeiro de 2010 até 19 de fevereiro 2010 a importância de R$ 367.135,11 ainda não efetuou pagamento de Zeladores, Merendeiros, Vigias e técnicos do administrativo. O salário dos professores foi depositado dia 19/02 (sexta-feira) depois de a classe ameaçar não comparecer no encontro pedagógico realizado nos dias 22 e 23. (a folha não ultrapassa R$ 115.000,00)

Questionado pelo SINTERG ? Sindicato dos Trabalhadores em Educação sobre a não adequação do Plano aprovado em 2009 e o Piso Salarial Nacional, o Secretário Onário Guimarães disse que o Piso ainda não havia sido aprovado (apesar de termos sinal de TV e Internet). Quanto a adequação do Plano será feito gradativamente segundo o secretário. Isso irritou os representantes do SINTERG que falaram da lei do retorno ?dar e receber? - teoria Skineriana. O SINTERG estará disposto a colaborar para realizar um trabalho eficaz, porém é necessário que a SEMEC cumpra sua parte, pois como se não bastasse 05 anos de perdas salariais, salário congelado, agora o Piso que é Lei Federal também não ser implantado... é demais. O aumento de janeiro foi com base no Piso Salarial de 2009, inclusive o professor classe A nível I está recebendo menos que um salário mínimo, os outros complementam com suas vantagens, pontuou a dirigente do sindicato Prof Delaice.

O SINTERG reivindica implantação do Plano de Carreira e adequação ao Piso Salarial de 2010 e todas as vantagens do professor, ou seja, cada um dentro de sua respectiva classe e nível e os seus adicionais de incentivo.

Para ciência dos gestores de educação, a partir de 1º de janeiro de 2010 o Piso Salarial Nacional é de R$ 1.024,67 correspondente a jornada de 40 horas. O Ministro da Educação Fernando Haddad apresentou ainda três razões que justificam a capacidade de governadores e prefeitos honrarem o reajuste no piso dos professores:

1 ? Aporte adicional de R$ 1 Bilhão a ser transferido aos cofres de estados e municípios;

2 ? Aumento das transferências da União ao FUNDEB, passando de 5,07 bi (2009) para 7 bi (2010)

3 ? Crescimento do PIB para 2010, indicação de crescimento de 5% na arrecadação

Na teoria tudo funciona normalmente, já pra nossa prática e dura realidade a coisa se dá diferente, veja:

Repasse do FUNDEB de 05/01 à 19/02

Entrada:  367.135,11

Saída: R$ menos que 115.000,00 (pagamento de professores)

≠ diferença: ?..... (porque não implantar o Plano, o Piso e pagar os demais funcionários?)

E isso em pleno período de férias, sem despesas de merenda escolar, transporte escolar, prestadores de serviços etc. já pensou a partir de março!!!!


Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar