Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Agricultores de São João da Varjota Recebem Quites de Irrigação

Compartilhe
Google Whatsapp
B.Sá -Coordenador da COOFIR: Coordenadoria de Fomento à Irrigação (Crédito: José Carlos da Silva)
B.Sá -Coordenador da COOFIR: Coordenadoria de Fomento à Irrigação (Crédito: José Carlos da Silva)

Na manhã desse primeiro dia do mês de dezembro, na comunidade Quilombo dos Potes, representantes da COFIR – Coordenadoria de Fomento à Irrigação entregaram 20 quites para agricultores familiar do município de São João da Varjota-PI, o evento aconteceu no Galpão Comunitário dos Potes. Na categoria gotejamento, esse tipo de irrigação vai permitir que os produtores possam produzir em pequenas áreas, até mesmo em fundos de quintal.

Os agricultores que foram beneficiados com os quites de irrigação, não escondiam a alegria e satisfação pelo benefício que estavam recebendo. Eles assinaram um documento na presença de todos, se comprometendo além de zelar, fazer acontecer a produção através dos quites de irrigação e do acompanhamento técnico que vão ter, com o técnico João Adolfo.

Uma demonstração prática foi feita, em uma área na comunidade Potes, pelos agentes que fazem parte da COFIR, os agricultores beneficiados estavam presentes e assistiram todo o processo de instalação do sistema irrigatório. Tudo começa com a construção de uma base, onde será colocada a caixa d’água, sendo que ela também faz parte do quite que os agricultores receberam.

Na ocasião estavam presentes o coordenador da COFIR- Coordenadoria de Fomento à Irrigação, o ex-prefeito de Oeiras B.Sá, o prefeito de São João Hélio Neri, o diretor de irrigação no Piauí Jonas Alves, além de dois agentes de produção da Coordenadoria. Eles conversaram diretamente com os agricultores de São João da Varjota e pediram zelo pelo que estavam recebendo de maneira gratuita.

Jonas Alves disse que assim como tudo na vida vem mudando, através das novas tecnologias, assim também está acontecendo no campo, sendo que para se produzir melhor é necessário, por exemplo, que se faça uma análise do solo. Ele disse também que a irrigação por gotejamento hoje é uma realidade que deu certo e que é recomendada para o semiárido.

B.Sá, em sua fala lembrou que a palavra de ordem para se produzir bem e com qualidade é “conhecimento”. “Temos os maiores lençóis freáticos sob nossos pés”, disse ele. B.Sá se referia aos conhecimentos que as novas tecnologias permitem ao homem, em ir buscar nas profundezas da terra, por exemplo, a água para saciar a sede do homem, de animais e plantas.

Ele disse também que em toda a sua jornada política, desde prefeito de Oeiras a dep. Federal tem pautado a sua agenda no processo produtivo no campo, e que para se produzir e criar animais de pequeno, médio e grande porte, a água está em primeiro lugar. “Aqui no município de São João da Varjota, os poços mais profundos e com maior volume de água foram feitos por mim, ou quando prefeito de Oeiras ou como dep. Federal” pontuou B.Sá.

Já o prefeito Hélio Neri, ao agradecer o atendimento de sua solicitação à Coordenadoria de Irrigação do Piauí, na pessoa do B.Sá, que não mediu esforços para liberar os quites de irrigação falou que está satisfeito em ver os 20 agricultores sendo beneficiados, e ao mesmo tempo pediu interesse deles, que façam a coisa acontecer. “Se vocês cumprirem com as normas do projeto, outras pessoas vão receber depois o mesmo benefício, mas se isso não acontecer, aqueles que ainda não foram beneficiados não terão essa chance que vocês estão tendo”, explicou o prefeito.

As tecnologias estão de fato por toda parte, no campo também é lugar que as novas práticas de produção tem feito a diferença, seja na pecuária, seja na produção de grãos. Nos pequenos municípios as coisas começam a chegar, a passos bem lentos essa á a verdade, mas está chegando. Certamente a irrigação é a saída! O desperdício de água no processo por gotejamento e mini aspersão, ao que se percebe estão adequadas ao nosso clima semiárido, já que o desperdício é mínimo.

Que São João da Varjota se possibilite receber outros quites, para isso, os contemplados deverão cumprir de fato com as normas do projeto. Com água e novas técnicas a produção é certa. Só existe uma forma de impedir a importação de produtos hortifrutigranjeiros de outros estados da federação é produzir aqui, onde se tem terras boas, sol, água e técnicos da área. É hora de produzir. Boa sorte São João da Varjota.




IMG_6231.JPG






IMG_6246.JPG





IMG_6250.JPG





IMG_6287.JPG





IMG_6291.JPG





IMG_6296.JPG





Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto

×