Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

André Pessoa vai receber Medalha do Governador do Piauí

André Pessoa vai receber Medalha do Governador do Piauí
André Pessoa vai receber Medalha do Governador do Piauí | André Pessoa
Compartilhe

Vivendo desde o final da década de 1980 numa espécie de ?ponte-aérea? entre o mundo e o Piauí, onde desenvolve um extenso trabalho de documentação jornalística, o repórter-fotográfico pernambucano André Pessoa, 42 anos, vai receber do governador Wilson Martins (PSB), no próximo dia 19 de outubro, em Teresina, a medalha do Mérito Renascença, como parte das comemorações do 189º aniversário da adesão do Piauí à independência do Brasil.

Segundo o documento enviado pelo Palácio de Karnak, a medalha será entregue ?em reconhecimento ao trabalho desenvolvido pelo engrandecimento da Nação Brasileira, buscando a igualdade social e trabalhando para o desenvolvimento de nosso País, nossa Região e, em especial, do Estado do Piauí?.

Durante toda a década de 1990 André Pessoa realizou um inédito trabalho de documentação fotográfica e jornalística das regiões sul e sudeste do Piauí, colocando diariamente cidades como São Raimundo Nonato (525 km de Teresina) nas manchetes dos principais jornais da capital e, eventualmente, em grandes veículos como O Estado de S. Paulo ou Correio Braziliense.

Nesse período Pessoa realizou importantes matérias para diferentes veículos de comunicação do Piauí com os repórteres Marcelo Rocha, Tânia Martins, João Carvalho, Maia Veloso, Nadja Rodrigues entre vários outros. Na mesma época ele coordenou, em diferentes períodos, as sucursais dos jornais O Dia e Meio Norte na cidade de São Raimundo Nonato, fazendo a cobertura jornalística de grande parte do sertão piauiense.

Grandes reportagens em revistas de circulação nacional também fazem parte do seu trabalho, divulgando as belezas do Piauí. Com a TV Globo ele estabeleceu uma forte parceria, em especial com o repórter Francisco José, produzindo quatro programas Globo Repórter, uma série especial de 5 matérias para o Jornal Nacional, além de reportagens no Fantástico, Esporte Espetacular, Bom dia Brasil, Jornal Hoje, entre outros telejornais. Emissoras como a Bandeirantes, Record e SBT também já gravaram documentários no Piauí com a sua produção.

Outro trabalho de extrema importância para o Piauí e que teve a sua decisiva participação, foi a descoberta e divulgação da região da Serra das Confusões que foi transformada em parque nacional. Na época, em companhia do deputado federal Paes Landim (PTB), Pessoa foi até Brasília mostrar as imagens da região ao presidente do Ibama que, de imediato, determinou os estudos que levaram a criação da reserva federal ? hoje a maior área de caatinga preservada do planeta, com 800 mil hectares. Em 2004 esse trabalho fez a Câmara Municipal de Caracol lhe conceder o título de Cidadão Caracolense.

Raízes no Piauí

O convite para conhecer o Piauí no final da década de 1980 partiu dos estudantes universitários Israel Barreto e Cesário Neto, filhos de São Raimundo e que cursavam Comunicação Social na Paraíba. A ideia era criar um jornal na pequena cidade piauiense, o que terminou se concretizando em 1993 com o apoio de dois outros amigos, Valdivino Oliveira e Malaquias Santana. Batizado de ?Raízes do Piauí?, o veículo circulou até meados de 1998 nos municípios da microrregião com grande repercussão cultural, política e econômica.

Nesse mesmo ano o jornal foi transformado na Fundação Cultural Raízes do Piauí, uma ong sem fins lucrativos e que teve no advogado Valdivino Oliveira seu maior e mais dedicado integrante. ?Se fosse possível voltar no tempo, quem merecia essa medalha era o Valdivino, um legitimo representante da população local e que, infelizmente, nos deixou num acidente de carro em 2004 quando também perdi meu primeiro filho, Walter Neto? relembra emocionado.

Ao chegar em São Raimundo pela primeira vez, Pessoa soube reconhecer no trabalho da arqueóloga Niéde Guidon e sua equipe, o futuro da região. Não demorou muito e ele se transformou em parceiro da Fundação Museu do Homem Americano (Fumdham), divulgando as pesquisas científicas e as belezas do Parque Nacional Serra da Capivara no Brasil e no exterior, onde já esteve em mais de 20 países.

Na verdade, grande parte da sua admiração e atual conhecimento da natureza piauiense, se deve a amizade com os mateiros Carlos Demetrio e Walter Carmelo que, ao lhe convidar para incursões nas matas da caatinga, lhe mostraram um mundo novo de animais, plantas, paisagens e homens simples. Em São Raimundo Nonato, piauienses como a pedagoga Shirley Macêdo - mãe do seu filho Renato Pessoa, atualmente com 8 anos -, e os amigos Flavinho, Júlio Filho, Mário Filho e Lucas Negreiros, terminaram se mostrando de extrema importância na sua vida.

Mais recentemente, em companhia da jornalista Tânia Martins, André Pessoa protagonizou uma das maiores campanhas ambientais da história do Piauí na tentativa de preservar a última floresta do semi-árido nordestino localizada na região da Serra Vermelha. O caso ganhou repercussão internacional paralisando um gigantesco projeto de produção de carvão vegetal e dando inicio a uma campanha para criação de um novo parque nacional na região.

Em 2008 Pessoa teve o título de cidadão piauiense aprovado, por unanimidade, pela Assembléia Legislativa, no entanto, como estava no exterior gravando parte da série Across The Amazon, composta de 5 documentários veiculados no National Geographic Channel e que levou a imagem da natureza piauiense para mais de 38 países, ele não pôde receber a homenagem.

Em Teresina Pessoa faz questão de citar o apoio recebido do ativista cultural Cineas Santos, responsável por sua primeira exposição fotográfica na capital e da parceria com o diretor de jornalismo do Grupo Meio Norte, José Osmando. Recentemente ele vem contando com o apoio do empresário e ambientalista João Freitas Filho, que lhe mostrou o caminho do desenvolvimento auto-sustentável, provando que é possível gerar empregos, desenvolver o estado e manter nossas áreas selvagens preservadas.

Fonte: Agencia Raizes do Piaui


Tópicos
Compartilhe

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar