Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Açougueiro confessa que decapitou menino em ritual satânico

Açougueiro confessa que decapitou menino em ritual satânico

Compartilhe

Um jovem a?ougueiro detido recentemente na Argentina confessou hoje perante a Justi?a sua participa??o no brutal crime de um menino de 12 anos que foi abusado sexualmente, assassinado e esquartejado durante um ritual sat?nico.

"Com este testemunho se fecha o c?rculo sobre os autores materiais do assassinato" de Ram?n Ignacio Gonz?lez, perpetrado na prov?ncia de Corrientes (nordeste) em 2006, assegurou o promotor do caso, Gustavo Schmitt.

Pelo crime, h? sete pessoas presas e a ?ltima delas, detida h? uma semana na periferia de Buenos Aires, ? um jovem que ao ser indagado pelo juiz que investiga o fato "se entregou" e admitiu ter degolado e decapitado o menino.

"Declarou que foi contratado para assassinar Ram?n durante um jogo sat?nico", sustentou o promotor antes de esclarecer que ainda falta localizar as pessoas "que encomendaram e financiaram o homic?dio".

O ?ltimo detido, de sobrenome Beguiristain e cujo nome n?o foi divulgado, tinha trabalhado como a?ougueiro durante v?rios anos e em sua declara??o forneceu dados sobre outras "duas pessoas que tamb?m tiveram uma participa??o ativa na noite do crime".

O jovem, conhecido como "O Bruxo", foi processado junto aos outros seis suspeitos, e a pol?cia ainda procura um dos principais envolvidos, identificado como Daniel Alegre.

Ram?n Gonz?lez desapareceu no dia 5 de outubro de 2006 e dois dias depois seu corpo foi achado esquartejado e com sinais de ter sido abusado sexualmente perto de uma esta??o de ?nibus de Corrientes na qual o menino costumava pedir esmolas e dormir.

Durante a investiga??o, uma jovem que aparentemente foi obrigada a presenciar o ritual no qual Ram?n foi assassinado forneceu um testemunho-chave para deter os sete suspeitos, entre os quais est? a av? da menina.

Ap?s violentarem o menino v?rias vezes e mat?-lo, "o puseram em cima de uma h?stia negra e juntaram o sangue do corpo da v?tima", relatou. A testemunha disse que o rito foi fotografado, e seus participantes "deram-se as m?os com o sangue de Ram?n, anunciaram as pr?ximas v?timas e tinham certeza de que as almas de v?rios desaparecidos estavam ali presentes e comemoravam com eles".


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar