O cantor Valterson Ferreira Cantuária, o Toddy Cantuária, que fazia parte do grupo de pagode Karametade, teve habeas corpus negado pela 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio.

Toddy e mais três homens são acusados pela morte do turista argentino Matías Sebástian Carena, em março de 2017, após uma briga entre brasileiros e argentinos na saída de uma boate em Ipanema, Zona Sul do Rio.

O CASO

Um turista argentino, Matias Sebastian Carena, de 28 anos, morreu na madrugada de 26 de março do ano passado após uma briga de um grupo de brasileiros com argentinos, por volta das 4h30 na Rua Vinícius de Moraes, em Ipanema. A ocorrência foi confirmada pela Divisão de Homicídios que investiga o caso. Câmeras do bar onde o rapaz teria ido a uma festa já foram entregues à polícia. Matias integrava uma equipe da 1ª divisão do futsal argentino. O clube divugou nota de pesar nas redes sociais.

Uma testemunha que pediu para não ser identificada conta que a briga aconteceu após o fim de uma festa fechada no bar. Um grupo de três argentinos e cinco brasileiros começaram a brigar na calçada em frente ao estabelecimento com socos e até uma muleta.

Os seguranças do local separaram a briga, mas os homens foram para o outro lado da calçada e continuaram a brigar. Durante a briga, Matias teria tropeçado em um canteiro de plantas, se desequilibrado, caiu com a cabeça em uma quina e ficou desacordado.

Câmeras registraram o assassinato do argentino, em Ipanema  (Crédito: Reprodução/TV Globo)
Câmeras registraram o assassinato do argentino, em Ipanema (Crédito: Reprodução/TV Globo)