Francisco Silvino de Andrade, de 59 anos, foi preso na tarde desta terça-feira (30/8), suspeito de abusar sexualmente da enteada ao longo de mais de 20 anos. Segundo informações da Polícia Civil, ele já morou em diversos locais do país, e se passava por pastor para conseguir dinheiro dos fiéis. De acordo com a corporação, é possível que o homem tenha feito outras vítimas.

O caso aconteceu na Vila Jaiara, em Anápolis, a cerca de 55 km da capital goiana. A vítima, de 28 anos, conseguiu fugir do suspeito com a ajuda de parentes e denunciá-lo à polícia. À corporação, ela disse que os abusos sexuais começaram quando tinha apenas 4 anos, sendo que o último estupro aconteceu no dia 12 de agosto deste ano, há menos de 20 dias.

Falso pastor é suspeito de estuprar própria enteada por mais de 20 anosFalso pastor é suspeito de estuprar própria enteada por mais de 20 anos

Conforme a Polícia Civil, a vítima também tem um filho que seria fruto das violências sexuais praticadas pelo padrasto.

Estelionato

Além dos crimes praticados contra a enteada, o homem também é investigado por estelionato. Conforme a corporação, o suspeito já morou em diversas cidades e se passava por pastor. Segundo a polícia, o homem visitava várias igrejas para conseguir dinheiros dos fiéis, sempre inventando uma mentira.

O suspeito, que já tem passagem pelo crime de estelionato, foi preso preventivamente. Como a polícia acredita que possa existir outras vítimas, a divulgação da imagem do homem foi autorizada pela Lei 13.869/2019 da Polícia Civil de Goiás.