mais

Filho de Flordelis diz que a mãe sabia do assassinato de Anderson

Seu depoimento foi dado em videoconferência ao Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara dos Deputados.

Em depoimento nesta segunda-feira(19) o filho adotivo da deputada Flordelis e testemunha no caso, Lucas dos Santos de Souza, afirmou que não era possível a parlamentar não saber do planejamento do assassinato de seu marido, o pastor Anderson do Carmo, que aconteceu no mês de junho de 2019.

Seu depoimento foi dado em videoconferência ao Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara dos Deputados. Como está preso, foi a forma encontrada para que ele fosse ouvido.

Flordelis é acusada pelo Ministério Público do Rio de Janeiro de ser a mandante do crime do marido. Ela continua negando qualquer envolvimento com o ocorrido e muitas perguntas ainda são feitas, por isso, seguem as investigações e coleta de depoimentos.

Em resposta as perguntas do relator do caso, deputado Alexandre Leite, do DEM-SP, o jovem foi categórico em fala quando perguntado se Anderson teria morrido sem que ela Flordelis soubesse. Ele disse que não.

“Você acha que o Anderson estaria vivo se a Flordelis não tivesse participado ou se ela tivesse conhecimento e tivesse intervido para que não acontecesse e isso, ainda assim, teria ocorrido?”, questionou ainda Alexandre Leite. “Não, não teria ocorrido, não. Com certeza, não teria ocorrido. Estaria vivo até hoje”, respondeu Lucas de Souza. Por outro lado, ele negou que Flordelis tenha dado diretamente a ordem para o crime.

Filho garante que Flordelis sabia do assassinato de Anderson/Agência CâmaraFilho garante que Flordelis sabia do assassinato de Anderson/Agência Câmara


Arma do crime

Lucas foi preso sob a acusação de ter comprado a arma do crime, encontrada na casa da deputada. Outro filho de Flordelis, Flávio dos Santos, é apontado como autor dos disparos e foi preso no velório do padrasto.

Em seu depoimento ao Conselho de Ética, Lucas também disse que quem entrou em contato com ele pela primeira vez, para tratar do crime, em janeiro de 2019, foi outra filha adotiva de Flordelis, Marzy Teixeira, que confessou ter dado o dinheiro a Lucas para matar Anderson.

“Ela me ofereceu um dinheiro, falou que o Anderson estava atrapalhando a vida dela, a vida da minha mãe. Na época eu estava no tráfico de drogas. Ela me ofereceu um valor de R$ 10 mil e alguns relógios”, disse Lucas.

Já quem teria financiado a compra da arma, que custou R$ 8,5 mil, teria sido Flávio. “Ele [Flávio] falou que estavam ameaçando ele, queria comprar para poder se defender”, explicou Lucas. Flávio, no entanto, não tinha condições financeiras, segundo Lucas, e o dinheiro possivelmente seria de Flordelis.

Tópicos

comentários

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail