Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Funcionários de restaurante onde turista foi assassinado a facadas por R$ 7 serão ouvidos

A polícia ainda espera contar com as imagens das câmeras de monitoramento para auxiliar na investigação do caso.

Funcionários de restaurante onde turista foi assassinado a facadas por R$ 7 serão ouvidos
Diego Passos é suspeito de participar da morte do turista | Bruno Miani / A Tribuna de Santos
Compartilhe

Os funcionários do restaurante de Guarujá, no litoral de São Paulo, em que um universitário foi assassinado a facadas após discussão pelo valor da conta na última segunda-feira (31), serão ouvidos na tarde desta sexta-feira (4) na delegacia sede da Cidade. Segundo testemunhas, alguns garçons também teriam participado da agressão contra a vítima.

O advogado do dono do restaurante, Valdemir Batista Santana, esteve na delegacia sede de Guarujá nesta quinta-feira (3) e agendou os depoimentos dos funcionários do restaurante. Alguns deles já foram ouvidos, mas os que faltam são considerados fundamentais porque viram tudo o que aconteceu dentro da churrascaria. A polícia ainda espera contar com as imagens das câmeras de monitoramento para auxiliar na investigação do caso mas, segundo o advogado dos suspeitos, essas imagens não existem.



O dono da churrascaria, José Adão Pereira dos Passos, de 55 anos, suspeito de matar o universitário, e Diego Souza Passos, de 23 anos, o filho dele, se apresentaram a polícia na noite desta quarta-feira (2) e foram liberados em seguida. Eles não foram presos porque vieram 24 horas depois do crime, portanto, não houve flagrante.

O delegado Luiz Carlos Lara disse que por enquanto não vai pedir a prisão deles. ?Os requisitos da custódia estão ausentes nesse momento. Agora, se daqui por diante surgirem esses requisitos ou, na conclusão, eles ficarem latentes, ai sim será o caso de representarmos ou pela temporária, antes da conclusão do inquérito, ou mesmo pela preventiva, quando o seu término?, falou. Ele ainda disse que as supostas imagens registradas pelas câmeras de monitoramento da churrascaria seriam importantíssimas para solucionar o caso.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar