A Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) está investigando um caso de estupro de vulnerável que teria sido praticado contra uma adolescente de 12 anos, na zona Leste de Teresina. O acusado é o companheiro da avó da vítima e, segundo o relato da vítima, ele a teria dopado para praticar o abuso. 

De acordo com informações do conselheiro tutelar Ivan Cabral, o caso teria ocorrido no dia 10 de outubro. A adolescente relatou que observou uma cor estranha no refrigerante mas, mesmo assim, tomou o líquido. Depois de ter ingerido o refrigerante, ela sentiu-se mal e foi se deitar, momento em que teria sido abusada pelo companheiro de sua avó.  

Caso foi encaminhado para a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente | FOTO: Arquivo MNCaso foi encaminhado para a Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente | FOTO: Arquivo MN

"A unidade de saúde comunicou o caso ao Conselho Tutelar e, de que de fato, ela [a jovem] tomou refrigerente mesmo depois de ver a cor diferente, ficou tonta, e foi se deitar, quando ela foi abusada. A família procurou a unidade de saúde e ela [a vítima] relatou o que aconteceu na presença da sua avó", informou o conselheiro, em entrevista ao Meionorte.com.

O conselheiro explica que todas as medidas cabíveis já estão sendo tomadas. 

"Tomamos toda a ciência do caso, orientamos a avó e ela fez o Boletim de Ocorrência. A delegacia requisitou exame [para comprovação do crime], já comunicou à juíza e ao Ministério Público e, agora, está a cargo da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente continuar a investigação", informou.