Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Jovem de 18 anos é violentada durante seis horas dentro de casa

Suspeito se escondeu na casa da mãe, que fica em frente ao apartamento da vítima.

Jovem de 18 anos é violentada durante seis horas dentro de casa
Este é o acusado de ter estuprado a jovem. | Reprodução
Compartilhe

Um homem foi preso após ser acusado de violentar uma jovem de 18 anos, por seis horas seguidas, dentro da casa dela, no Recanto das Emas, região administrativa do DF. Após o crime, vizinhos e parentes da vítima tentaram linchar o homem, que estava escondido na casa da mãe, que mora no mesmo prédio.

A jovem se despedia do namorado na porta de casa, à meia-noite de sábado (2), quando o suspeito se aproveitou para entrar na casa dela, onde pegou uma faca na cozinha. Quando a adolescente voltou, ele começou a ameaçá-la. Durante mais de seis horas, ela foi violentada e abusada sexualmente. Quando o homem saiu, às 6h, a jovem ligou para o namorado, chamou os vizinhos e a polícia.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Fabricio Paiva, após uma busca no prédio, os policiais localizaram Agno Ferreira, de 30 anos, atrás da porta do apartamento da vizinha.

A polícia acredita que o crime teria sido premeditado, já que o acusado aguardou a vítima estar sozinha para atacá-la. O homem já tem quatro passagens pela polícia por roubo. Ele estava em liberdade condicional e em prisão domiciliar.

Agora, ele vai responder pelos crimes de estupro, cárcere privado e lesão corporal. Se for condenado, pode pegar uma pena de 16 anos.

Violência contra mulher

O Distrito Federal ocupa o primeiro lugar no ranking de denúncias de violência contra mulher feitas pelo Disque 180. Os dados são da SPM/PR (Secretaria Nacional de Políticas para Mulheres da Presidência da República). A central de atendimento recebeu 303,14 ligações a cada grupo de 100 mil mulheres do DF, entre janeiro e março deste ano.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar