Quatro homens foram presos, eles são suspeitos de estuprar uma estudante de 19 anos que estava bêbada e abandoná-la em uma estrada, onde ela foi atropelada.  A jovem chegou a ser socorrida, mas não resistiu e morreu no hospital no dia 15 de janeiro. O caso foi registrado em Louisiana (EUA). Com informações do RicMais.

A vítima foi identificada como Madison Brooks, os suspeitos do crime foram revelados na noite de segunda-feira (23), Kaivon Washington, de 18 anos, e um jovem de 17 anos, cujo nome está sendo retido pelas autoridades por causa de sua idade, foram acusados de estupro em terceiro grau.

Casen Carver, de anos 18, e Everett Lee, de 28 anos, também foram presos e acusados como cúmplices de estupro em terceiro grau após a morte de Brooks. 

Os relatórios da polícia indicam que Brooks tinha um nível de álcool no sangue no momento de sua morte. Um dos acusados do suposto estupro de Brooks, afirmou que teve um encontro sexual consensual com ela depois que o grupo saiu do bar.

Jovem é deixada em estrada após ser estuprada e morre atropelada (Foto: reprodução/redes sociais) Jovem é deixada em estrada após ser estuprada e morre atropelada (Foto: reprodução/redes sociais) 

Carver admitiu que ele e seus três amigos beberam no bar antes de sair com Brooks. O suspeito disse aos investigadores que seu amigo de 17 anos e Brooks estavam ‘se abraçando e caminhando juntos’.

Os investigadores dizem que Carver disse a eles que Brooks pediu uma carona para casa com eles. Ele então disse aos investigadores que Washington e o  jovem de 17 anos pediram a Brooks para fazer sexo com eles, o que ela concordou.

No entanto, Carver também disse aos investigadores que acreditava que Brooks estava bêbada demais para saber que ela estava consentindo em fazer sexo.

Os homens afirmam que Brooks pediu para ser levada para casa, mas dizem que ela deu a eles vários endereços diferentes antes de sair do carro. 

Carver diz que mais tarde eles deixaram Brooks em um bairro próximo ao local onde ela foi atropelada. O motorista que a atropelou não foi preso e não é suspeito de estar embriagado.

De acordo com a lei da Louisiana, a acusação de estupro em terceiro grau geralmente envolve uma vítima que é “incapaz de resistir ou de compreender a natureza do ato em razão de um estupor ou condição mental anormal produzida por um agente intoxicante ou qualquer causa e o ofensor sabia ou deveria sabia da incapacidade da vítima.’

O caso continua sob investigação policial enquanto família e amigos prestam homenagens à vítima nas redes sociais. As informações são do Daily Mail.