Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Padrasto mata e afirma: “Estuprei e dei dinheiro para ela não falar”

Um homem de 25 anos confessou, nessa segunda-feira (22) , ter matado a enteada de nove anos

Compartilhe
Google Whatsapp

Um homem de 25 anos confessou, nessa segunda-feira (22) , ter matado a enteada de nove anos. Sandro de Jesus Machado confessou o crime durante depoimento. Além disso, o homem assumiu, também, que estuprou Sara Manuela Silva.

“Eu estuprei ela e dei dinheiro para ela não falar, sabe? Só que aí, depois, ela falou que ia falar com a mãe, entendeu?! [inaudível] Aí eu fui e fiz essa loucura de matar”, disse Machado no vídeo do depoimento.

O corpo da menina foi encontrado no fundo de um vale, no domingo (21), em Londrina. O padrasto registrou um Boletim de Ocorrência (B.O.) informando que a menina havia desaparecido enquanto ele tomava banho.

De acordo com a Polícia Militar (PM), foram encontradas marcas no pescoço da menina e existem indícios de abuso sexual. Ele foi preso quando alguns moradores da região tentavam agredi-lo. O acusado afirmou à polícia que matou a menina enforcada, usando as mãos, e disse ter tentado oferecer R$ 5 para que a vítima não contasse que havia sido estuprada.

“Ela tinha saído com esse dinheiro de dentro de casa. Entendeu? Aí, chegou lá, eu fui e dei mais cinco reais para ela. Só que aí ela não quis. Que ela já estava com o outro cinco na mão. Para ela não falar, sabe?! Só que ela falou que ia falar com a mãe, sim. Eu fiquei com medo das consequências, aí já em excesso de drogas, aí fiz a loucura de fazer aquilo”, disse o padrasto.

Ele afirmou estar arrependido do crime. “Eu sou um cara trabalhador, eu nunca fiz isso, assim, com ninguém, entendeu?! Eu peguei ela para criar desde novinha. Eu estou muito arrependido do que eu fiz de minha vida. Eu basicamente, destruí minha vida”, disse.

A Polícia Civil informou que Sandro de Jesus Machado não possui advogado constituído. O homem deve ser indiciado por feminicídio e estupro de vulnerável.


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto

×