Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Pais são presos por permitirem que filha de fosse abusada 4 vizinhos

Pais são presos por permitirem que filha de 6 anos fosse abusada por 4 vizinhos e ameaçar vítima para não contar crime em MT, diz polícia

Compartilhe
Google Whatsapp

Seis pessoas foram presas na terça-feira (24) suspeitas de terem envolvimento em estupros cometidos contra uma criança, de 6 anos, na cidade de Carlinda, a 724 km de Cuiabá. De acordo com o delegado Vinícius de Assis Nazário, entre os presos estão os pais da menina, que são suspeitos de permitirem a situação e coagirem a filha.

Ao G1, o delegado explicou que o caso foi descoberto depois que a vítima revelou na escola que sofria abusos sexuais. A denúncia chegou ao Conselho Tutelar que acionou a Polícia Civil.

Os outros quatro suspeitos são vizinhos da família.

A Polícia Civil pediu que a criança e os pais fossem ouvidos em uma audiência especial no fórum da cidade. As prisões foram decretadas pela Justiça e ocorreram no mesmo dia dos depoimentos, presenciados por promotor, defensor público e pelo juiz.

“A criança afirmou que o pai a colocava para assistir pornografia no celular e que ela foi intimidada pela mãe para que não contasse às autoridades pois os pais poderiam ser presos. Os pais ainda prometeram que se ela mentisse na audiência, ganharia um pastel. Caso ela contasse, apanharia deles”, detalhou o delegado ao G1.

O pai tem 49 anos e é garimpeiro. A mãe, de 44 anos, é dona de casa. Um adolescente, de 14 anos, também mora na casa e é filho da mulher.

Pais e 4 vizinhos foram presos por estupro de criança de 6 anos em Carlinda — Foto: Polícia Civil de Carlinda (MT)

“Os suspeitos são quatro vizinhos que teriam cometido atos libidinosos, passaram a mão no corpo dela e outros abusos. Com relação ao pai dela, ela começou a contar algumas coisas, mas travava, o que é natural”, disse o delegado.

A mãe, ao descobrir que o pai deixava que a menina assistisse pornografia, teria alertado o marido para que apagasse as imagens, mas sabia da situação.

A polícia começa a investigar se os pais tinham algum tipo de benefício pelo fato de permitirem que a menina fosse abusada pelos vizinhos.

“Aparentemente esses abusos ocorriam quando ela saía de casa e estava nos vizinhos. Dois deles são pai e filho e outros dois são amigos. Um deles chamava a criança paga jogar videogame na casa dele”, explicou o delegado.

Os pais e os vizinhos ainda devem ser ouvidos na delegacia. Os homens foram encaminhados para a cadeia pública de Alta Floresta, a 800 km de Cuiabá. A mãe da menina foi levada à cadeia feminina de Colíder, a 648 km de Cuiabá.

“Na mesma audiência a justiça decretou o abrigo temporário da menina que está em uma casa de abrigo em Alta Floresta. A guarda dela será decidida futuramente, se vai ou não para algum outro familiar”, finalizou o delegado.


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto

×