Em ações da terceira fase da Operação Registro Espúrio, a Polícia Federal realizou a apreensão de R$ 95 mil reais em espécie dentro do apartamento de um assessor do deputado federal Nelson Marquezelli (PTB-SP) nesta quinta-feira (05). O assessor, identificado como Jonas Antunes Lima, foi preso por não explicar a origem do dinheiro.

Na Operação, os policiais também fizeram buscas e apreensões no gabinete de Nelson Marquezelli na Câmara Federal. Lá, encontraram R$ 5 mil em espécie. O deputado disse que é um dinheiro para usar em viagens que faz ao interior de São Paulo.

 class=

A Operação Registro Espúrio investiga uma suposta organização criminosa, integrada por políticos e servidores, que teria cometido fraudes na concessão de registros de sindicatos pelo ministério.

Os mandados da operação desta quinta foram autorizadas pelo ministro Édson Fachin, relator do caso no Supremo Tribunal Federal. A pedido da PF, ele autorizou o afastamento do ministro do Trabalho, Helton Yomura, também alvo da operação.

Questionado, o deputado se defendeu:"Vamos esperar a investigação. A gente sabe perfeitamente que esse é um trabalho que deve ser feito e esclarecido para a população. Nada a temer". 

Ao todo, a Polícia Federal cumpriu dez mandados de busca e apreensão e três mandados de prisão temporária em Brasília e Rio de Janeiro.