Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Policia desarticula rinha de galo e prende sete pessoas em Campo Maior

Os policiais desarticularam uma das maiores estrutura de "rinha da galo" no Piauí.

Compartilhe
Google Whatsapp

Policiais Civis da 5° Delegacia Regional de Campo Maior, da Polícia Militar do 15º BPM e Divisão de Operações Especiais da Polícia Civil do Piauí (DOE PC/PI) desarticularam uma grande estrutura de "rinha da galo", localizada na fazenda Caldeirão, região conhecida como Salinas, na zona rural de Campo Maior (82 km ao norte de Teresina). As informações são do Campo Maior em Foco.

A ação iniciou por volta das 14h de sábado (27/07) e foi comandada pelo delegada Camila Miranda e os procedimentos ficaram a cargo do delegado plantonista  Aldely Fontenele, titular da delegacia da cidade de Castelo do Piauí.

Aldely disse que as investigações já estavam em curso quando os policiais chegaram ao local, encontraram cerca de 80 a 100 galos, siringas, tesouras, esporões de metal e outros objetos. Sete pessoas, entre organizadores e donos de galos, foram detidos e levados para a delegacia, onde prestaram depoimentos e foram liberados. Segundo o delegado, um homem foi detido com cerca de 12 mil reais em espécie.

"Esse tipo de evento movimenta grandes apostas e pessoas de diversas cidades. Entre os detidos, tinha pessoas de Campo Maior, Teresina, Cocal de Telha, União, Altos e outras cidades da região" disse o delegado.

O Chefe de Cartório, Baker Martins, também confirmou que a Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Estado do Piauí - SEMAR - e o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis - IBAMA - já foram notificados e devem aplicar multa ao proprietário do local, identificado por Arlindo Pereira, haja vista que a atividade se caracteriza como crime ambiental e maus tratos a animais.

Os detidos confirmaram aos policiais que o local movimentava muito dinheiro em apostas. Até para entrar no local, os frequentadores tinham que pagar. Havia até locais a beira da rinha que os interessados desembolsavam 50,00 (cinquenta reais) para terem direito a locais "vip".

No local havia proprietários de galos e frequentadores de várias cidades do Piauí e outros Estados.


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Localização

Definir a localização padrão

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Fique por dentro

Receba notícias quentinhas diretamente no seu whatsapp

Continuar

Falta pouco, agora escolha as categorias que deseja receber notícias

Aperte (ctrl + clique) para selecionar vários
Pronto!

Agora você passará a receber novidades diretamente no seu whatsapp.

Termos de uso

Texto

Política de privacidade

Texto

×