O vereador João Messias da Silva (PSD), conhecido como Messias Porteira, natural do município piauiense de Jaicós, foi assassinado no último domingo (31) em Matão (SP) por causa de uma dívida de jogo, segundo a Polícia Civil. 

De acordo com as investigações, Messias Porteira se desentendeu com outro homem na rua e foi esfaqueado no pescoço. Ele chegou a ser socorrido, mas morreu no hospital. O suspeito do crime confessou às autoridades a motivação do crime, segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP). 

Polícia diz que vereador do Piauí foi morto por dívida de jogo em São Paulo (Foto: Reprodução/ Redes sociais)Polícia diz que vereador do Piauí foi morto por dívida de jogo em São Paulo (Foto: Reprodução/ Redes sociais)

O corpo do piauiense foi velado em Matão na tarde de ontem. Depois, foi transladado para Jaicós onde será velado e enterrado. O horário de sepultamento ainda não foi divulgado, pois depende do tempo de viagem. A Prefeitura de Jaicós manifestou pesar pela morte do parlamentar e se solidarizou com todos os familiares e amigos de Messias Porteira.

A Câmara Municipal também manifestou pesar e agradeceu por toda a colaboração do vereador morto para o avanço do município. "Sua dedicação e legado jamais será apagado da nossa história. Você cumpriu o seu trabalho!", escreveram.

João Messias tinha 34 anos e era natural de Jaicós. Ele deixa a esposa, Maria Sousa, e quatro filhos, sendo dois do atual relacionamento. De acordo com a declaração de bens prestada na eleição do ano de 2020, na qual o elegeu vereador, ele era proprietário de um prédio residencial no Jardim do Bosque, em Matão.

Nota de pesar da prefeitura de Jaicós (Foto: Divulgação)Nota de pesar da prefeitura de Jaicós (Foto: Divulgação)

 

Fonte: g1 São Carlos e Araraquara