Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Polícia investiga execução de advogada associada ao PCC

Depoimentos começam nesta segunda.

Polícia investiga execução de advogada associada ao PCC
Priscilla chegou a ficar presa em 2011, acusada de envolvimento com facção criminosa. | Reprodução
Compartilhe

A Polícia Civil vai começar a ouvir na segunda-feira (12) testemunhas do assassinato da advogada Priscilla Soraya Dib. Ela foi encontrada morta em um posto de combustíveis, em Araçatuba, no interior de São Paulo, na madrugada de sábado (10). Ela respondia a um processo por dar suporte a criminosos de uma facção criminosa. O corpo da advogada foi enterrado na manhã deste domingo (11).

Priscilla foi atingida por cerca de dez tiros, na nuca, no rosto, no peito, nas pernas e nádegas. Para a polícia, o crime foi uma execução. Em 2011, a advogada chegou a ficar presa por três meses por causa do suposto auxílio a criminosos membros do PCC.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar