Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore
curiosidades rede meionorte blogs notícias entretenimento esportes cidades carros

Proprietários cobram reintegração de posse de terrenos na zona Leste

Lotes estariam sendo repassados por até R$ 170

Compartilhe
Google Whatsapp

A Justiça e a Polícia, através de liminar, deram cumprimento a um mandado de reintegração de posse em terrenos localizados na Avenida Aviador Rossino Morada, bairro Mirante dos Morros, zona Leste de Teresina nesta segunda-feira (3). Segundo vídeos divulgados, os lotes seriam vendidos por uma suposta missionária, por valores de até R$ 170, e a pessoa teria lucrado mais de R$ 50 mil com a ação criminosa. 

Crédito: divulgação.

A invasão não é antiga, ainda está no processo de ocupação das terras. Existem donos dos terrenos que são proprietários dos lotes há mais de 30 anos, e nem mesmo água ou energia foi puxado para o local.  Eles foram buscar apoio no 25º DP, que agora investiga o caso. 

Os donos dos terrenos reclamam que ainda não conseguiram a reintegração das terras. "Nós seguimos todo o protocolo e tudo o que é exigido. A liminar saiu, foi para o Comando Geral, que faz o gerenciamento de crise, e lá nós fomos barrados por várias exigências que não são pertinentes ao papel deles. Pediram documentos, georeferenciamento e colocaram várias dificuldades para fazer o cumprimento da liminar. Sendo que isso nem a juíza pediu. Todos os documentos foram apresentados e não tinha nenhuma dificuldade de cumprir a liminar de forma integral", explica Vanessa Mendes, uma das proprietárias.

Crédito: divulgação. O grupo de proprietários seguiu para a delegacia para pedir providências, pois os policiais supostamente não cumpriram a missão de reintegração como deveriam. "Na segunda-feira [2] nos deparamos com uma operação deprimente. Foi um verdadeiro caos. A polícia estava lá no seu papel, mas o comando estava omisso em algumas situações. Nosso advogado foi ameaçado. Nós, proprietários, fomos ameaçados. Não deixaram que o oficial trabalhasse como deveria. Estamos aqui à mercê", considera.

Crédito: divulgação.

Vanessa afirma que tem como provar vários envolvidos na suposta grilagem das terras. "Nós temos provas que existem políticos com mandato, políticos sem mandato, escritórios de advocacia, então tem vários interesses envolvidos nisso. Temos fotos, vídeos e todas as provas. Tem até associação de moradores envolvidos. Na hora correta vamos disponibilizar tudo", acrescenta.

A delegada Andreia Magalhães afirma que a polícia está trabalhando no caso. "São várias denúncias com relatos de violência e grave ameaça àqueles que têm como comprovar que são donos dos terrenos. Vale salientar que são invasões recentes, não são antigas, inclusive uma bem recente, após festas de final de ano. Os procedimentos estão na justiça e outros estão em andamento, além da busca e apreensão que cumprimos no local", finaliza.

Invasores derrubam muros e cercas

Os proprietários não conseguem limitar seus terrenos. “Uma proprietária, a dona Vânia, tentou pela terceira vez fazer uma cerca. Mas ao chegar lá já haviam construído outro barraco. Eles falaram que tudo o que fizerem eles vão derrubar. Eles estão derrubando até muros. Temos boletim de ocorrência. Eles têm uma comissão de invasores, que foram inclusive na secretaria de segurança, anexando uma ata que eles falam que têm consciência que é propriedade particular”, afirma Vanessa Mendes.

Supostos líderes do movimento. Crédito: divulgação.

Ata da reunião dos invasores. Crédito: divulgação.


Tópicos
Compartilhe
Google Whatsapp

veja também

Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar