Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail

mais
URGENTE
Acidente em aeroporto de Teresina causa confusão em voôs para todo o país
Baixe o nosso APLICATIVO
ESCOLHA A LOJA ABAIXO: Google Play AppStore

Rebelião deixa dois mortos e quinze feridos em Fortaleza

Rebelião deixa dois mortos e quinze feridos em Fortaleza

Rebelião deixa dois mortos e quinze feridos em Fortaleza
Rebelião deixa dois mortos e quinze feridos em Fortaleza | Diário do Nordeste
Compartilhe

Dois presos morreram e pelo outros 15 ficaram feridos em mais uma rebeli?o na maior penitenci?ria do Cear?: o Instituto Penal Paulo Sarasate (IPPS). O conflito ?estourou? ali por volta das 19 horas, durante uma briga entre os detentos que ocupam as celas da ?rua? (galeria) O do pavilh?o sete (P-7). Logo, a confus?o se estendeu aos demais corredores e celas do P-7, chegando ao segundo pavilh?o, o P-8.

A situa??o tornou-se incontrol?vel e os agentes prisionais, respons?veis pela guarda interna, se refugiaram no setor admi. A guarda externa, formada por policiais militares da 2? Companhia de Pol?cia de Guarda (CPG), tentou controlar o tumulto, mas tamb?m teve que recuar. Os presos come?aram a colocar fogo em colch?es e outros objetos, formando barricadas para impedir a aproxima??o dos militares nos dois pavilh?es. Nesse momento, por volta de 19h20, o Batalh?o de Pol?cia de Choque (BpChoque) foi acionado para conter a rebeli?o, assim como efetivos do Canil e at? a tropa que estava fazendo o policiamento no Est?dio Presidente Vargas (PV).

Patrulhas do Grupo de A?es T?ticas Especiais (Gate) e do Comando T?tico Motorizado (Cotam), se dirigiram ? penitenci?ria em alta velocidade, pela BR-116, que chegou a ter uma de suas pistas interditada. Os Bombeiros tamb?m foram acionados. O chefe do Policiamento da Capital (CPC), coronel PM Carlos Alberto Serra; o comandante do BpChoque, tenente-coronel Jos? Maria Soares; e seu subcomandante, tenente-coronel J?lio Aquino Neto, se dirigiram ao IPPS e assumiram a opera??o.

Barricadas

Rapidamente, foi determinada a invas?o t?tica ao pres?dio. Com disparos de muni??o de impacto controlado e n?o letal (bombas de g?s lacrimog?nio e balas de borracha), a tropa avan?ou pelas galerias, com a ajuda dos soldados do Corpo de Bombeiros, que iam apagando as barricadas de fogo, o que obrigou os presos a recuar e retonar aos xadrezes. At? o final de sta edi??o, a Pol?cia contabilizava duas mortes e v?rios feridos. O comandante do CPC n?o descartou a hip?tese de serem encontrados outros mortos no decorrer da revista.

CONTORNADO

Tropa de Choque controlou situa??o

Por volta das 23 horas, a situa??o no IPPS passou a ser de controle da Pol?cia Militar. Por telefone, o subcomandante do batalh?o de Pol?cia de Choque (BpChpoque), tenente-coronel J?lio Aquino Neto, informou ao Di?rio do Nordeste que os presos do pavilh?o sete (P-7) j? tinham todos sido revistados e colocados de volta nas celas que n?o tiveram as trancas danificadas durante o motim. ?Vamos partir agora para o P-8. J? encontramos dois corpos. Aparentemente, eles (as v?timas) foram atingidos com v?rios golpes de cossoco?, explicou o militar.

Com os dois assassinatos ocorridos na noite passada, subiu para oito o n?mero de homic?dios naquela penitenci?ria estadual. Os conflitos e o permanente clima de tens?o vem sendo noticiado pela Imprensa desde o in?cio do ano. O ?ltimo crime ocorreu no domingo passado, quando o detento Francisco Valdiney Silva de Morais foi executado, a golpes de barra de ferro, pelo presidi?rio Ant?nio M?rcio Alves.

O crime ocorreu no pavilh?o sete (P-7), logo ap?s o t?rmino da visita. O assassinato deveu-se a uma rixa antiga entre os dois homens j? condenados.

No rastro do clima de tens?o instalado na maior unidade carcer?ria do Estado, dois t?neis foram descobertos somente este ano. O primeiro, no dia 9 de fevereiro. As escava?es j? mediam 250 metros de extens?o. O segundo t?nel foi achado na manh? do dia 19 de abril e seguia com destino ? ala de seguran?a m?xima, conhecida como ?Selva de Pedra?.

As apreens?es de telefones celulares e acess?rios, drogas e armas brancas s?o constantes nas celas do IPPS.


Tópicos
Compartilhe
Não venda minhas informações pessoais

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Podcast

Selecione seus podcasts

atualizar