SEÇÕES

Suspeito de espancar mulher trans até a morte é preso em São Paulo

A ocorrência foi registrada pelos crimes de violência doméstica e feminicídio por motivo fútil, recurso que impossibilitou defesa e meio cruel

Suspeito de espancar mulher trans até a morte é preso em São Paulo | Reprodução
FACEBOOK WHATSAPP TWITTER TELEGRAM MESSENGER

O suspeito de espancar até a morte uma mulher trans de 57 anos foi preso nesta segunda-feira (15). O crime aconteceu na noite do último sábado em Ribeirão Preto (SP). O homem de 33 anos, que não teve a identidade revelada, mantinha um relacionamento com a vítima.

A ocorrência foi registrada pelos crimes de violência doméstica e feminicídio por motivo fútil, recurso que impossibilitou defesa e meio cruel. Segundo a Polícia Civil, os agentes foram acionados por volta das  17h20, o crime aconteceu na casa onde o casal vivia.

A mulher foi encontrada com hematomas por todo o corpo, além de ter o braço quebrado, sinais de asfixia na região do pescoço. O homem foi preso, mas negou envolvimento no crime, em depoimento à polícia ele alegou que estava dormindo e ao acordar encontrou o corpo da mulher.

A suspeita é que antes de ser morta, o casal tenha tido uma discussão. Na casa, além de móveis revirados, foram encarados também objetos quebrados. Ainda em depoimento, o homem disse que havia saído na sexta-feira (12) e só voltou por volta das 5h de sábado. Neste momento a casa já estava revirada, mas ele preferiu não questionar.  

O casal teve relações sexuais e em seguida o suspeito foi dormir. Ao acordar, ele já encontrou a vítima sem vida na porta do banheiro da casa. O caso é investigado pela polícia como possível violência doméstica.



Participe de nosso grupo no WhatsApp, clicando nesse link

Entre em nosso canal do Telegram, clique neste link

Baixe nosso app no Android, clique neste link


Tópicos