A Polícia Civil do Piauí, através do Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco), realizou na tarde desta quinta-feira (27), a prisão de Wanderson Luiz da Anunciação Rocha e Adryelson Mendes de Oliveira em um trecho da Avenida Miguel Rosa, no bairro Mafuá em Teresina. 

De acordo com a Polícia Civil, a equipe de investigação levantou informações indicando que a dupla executaria um roubo a um autocentro no bairro Primavera. Diante disso, foram feitos levantamentos indicando o veículo em que os assaltantes estavam e foram postadas equipes em vias que davam acesso ao autocentro. 

Greco prende suspeitos de assalto; um deles responde por morte de estudante (Foto: Divulgação)Greco prende suspeitos de assalto; um deles responde por morte de estudante (Foto: Divulgação)

Após o veículo ser localizado, foi feita a abordagem e os dois foram presos, sendo apreendido ainda dois revólveres calibre 38. Os presos foram autuados por receptação e porte ilegal de arma.

Em entrevista ao MeioNorte.com, o Delegado Tales Gomes, coordenador do Greco, informou as dinâmicas da operação e as classificações do crime.

"Essas apreensões decorrem de um trabalho do Greco com apoio operacional da COE. Nós levantamos as informações e investigamos essa dupla que foi presa. O Adryelson já tinha um mandado de prisão por conta de um roubo a uma delegada. O Wanderson é um sujeito que tinha um processo e responde pela morte de um estudante de medicina na avenida Miguel Rosa. Nós tínhamos o local que eles iam invadir e roubar, um estabelecimento comercial, e tínhamos as rotas que levavam a esse estabelecimento. Colocamos viaturas nesses pontos na Miguel Rosa, na altura do Mafuá, o carro que eles estavam trafegando foi interceptado e de pronto já abordamos os dois suspeitos que foram presos e conduzimos aqui pro Greco para adotar as providências. No caso é receptação e porte ilegal de arma de fogo", informou.

Presos já respondem por outros crimes

Adryelson Mendes é indiciado pelo roubo a uma Delegada da Polícia Civil. Já  Wanderson Luiz, responde pela morte do estudante de medicina Antônio Rayron Holanda, de 22 anos, ocorrida dia no dia 25 de novembro de 2018 no momento em que a vítima estava em uma estação de ônibus na Avenida Miguel Rosa, após ter acabado de sair do estágio no Hospital de Urgência de Teresina (HUT). 

Além disso, o acusado foi um dos líderes na última rebelião registrada no CEM, onde acabou fugindo e foi recapturado tempos depois.

Greco prende suspeitos de assalto; um deles responde por morte de estudante (Foto: Divulgação)Greco prende suspeitos de assalto; um deles responde por morte de estudante (Foto: Divulgação)

Colocado em liberdade

O acusado foi colocado em liberdade em 2021 após três anos apreendido no Centro Educacional Masculino (CEM). Em fevereiro de 2019, a juíza da 2ª Vara da Infância e da Juventude de Teresina condenou o adolescente a pena máxima (por três anos), como prevê o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Na época, ao ser apreendido, Wanderson tinha 15 anos. Por ter completado a maior idade e o tempo máximo de três anos para ficar internado, foi colocado em liberdade.