mais

Vídeo: Motorista de aplicativo é agredida por não levar passageiros em BH

A vítima foi agredida pela mãe de uma passageira e um homem que estava em um bar próximo, no bairro Concórdia

Uma motorista de aplicativo de 44 anos foi agredida na noite deste domingo (28), enquanto trabalhava, após se negar a levar quatro passageiros no carro – a regra da empresa permite até três ocupantes como forma de prevenção da Covid-19. O caso ocorreu na Rua Jundiaí, no bairro Concórdia, na Região Nordeste de Belo Horizonte.

A condutora, Janaína Gomes, contou que recebeu uma chamada para uma viagem que teria uma parada. Duas passageiras já estavam no carro e pediram para receber mais duas.

No entanto, a motorista negou o pedido e explicou que não é permitido viajar com quatro passageiros no veículo. Uma das medidas sanitárias de prevenção à Covid-19 orienta que o banco da frente dos veículos de transporte por aplicativo fiquem livres para que o distanciamento seguro seja respeitado.

Durante a parada, a mãe de uma das passageiras se irritou com o fato de a motorista não permitir mais uma pessoa no veículo e a agrediu com um tapa no rosto, dando início à confusão.

"Tenho só esse meio de trabalho e ainda agem com gente assim", disse Janaína.

Segundo o registro da Polícia Militar (PM), outras pessoas que estavam em um bar próximo presenciaram o ocorrido e se aproximaram do carro.

Um vídeo (veja acima) mostra um homem, vestido com uma camisa azul, agredindo a motorista com socos, ele seria amigo das passageiras. Outro homem, que também é motorista de aplicativo, tenta protegê-la.

"Eu tentei levá-la para dentro do carro, ela já estava nervosa, com a testa sangrando, pois ela havia sido agredida, e esse cara veio e começou a agredi-la de novo", disse o condutor.

A mãe da passageira contou aos policiais que a motorista estava alterada e que pegou uma garrafa para agredi-la. Disse, ainda, que a condutora se machucou sozinha quando se desequilibrou e caiu no chão.

Motorista de aplicativo é agredida em Belo Horizonte (Foto: Divulgação)Motorista de aplicativo é agredida em Belo Horizonte (Foto: Divulgação)Em nota, a Polícia Civil afirmou que lavrou Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) envolvendo a motorista de aplicativo e a mãe da passageira.

As duas foram ouvidas e assinaram termo de compromisso para comparecer em audiência a ser agendada pelo Juizado Especial Criminal de Belo Horizonte e, em seguida, liberadas.

Já o homem que aparece no vídeo cometendo as agressões já tinha dois mandados de prisão em aberto, expedidos pelo Poder Judiciário do Rio de Janeiro. O suspeito foi encaminhado ao sistema prisional.

Uber desativa conta de passageira

Procurada, a Uber disse que "considera inaceitável o uso de violência" e que desativou a conta que solicitou a viagem.

"Esperamos que motoristas parceiros e usuários não se envolvam em brigas e discussões e que contatem imediatamente as autoridades policiais sempre que se sentirem ameaçados. Este tipo de comportamento configura uma violação aos termos de uso da plataforma e a conta que solicitou a viagem já foi desativada, enquanto aguardamos pelas apurações. A empresa permanece à disposição das autoridades para colaborar com as investigações, na forma da lei", disse.

Tópicos

comentários

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail