mais

Eleições OAB: Pré-candidata denuncia que Chico Couto foi ameaçado de morte

A esposa do conselheiro federal Chico Couto, a advogada Nara Letícia, pede que o nível das eleições seja elevado.

Marcada para o mês de novembro, a eleição da Ordem dos Advogados do Brasil - Secção Piauí, está cercada de polêmicas. Desta vez, a pré-candidata Nara Letícia denunciou que o seu marido, o conselheiro federal Chico Couto, estaria sendo ameaçado de morte por conta da disputa. "Venho para mostrar a vocês o nível assustador que a campanha da Ordem chegou". 

Em uma publicação nas redes sociais, Nara Letícia expõe um vídeo em que seu marido supostamente sofre as ameaças, ela relata que a família está muito abalada com o episódio. De acordo com a advogada, as ameaças vem de apoiadores de um outro pré-candidato. "Desde quando decidi colocar meu nome a disposição da advocacia de meu estado venho sofrendo todos os tipos de ataques insanos", descreve.

Nara Letícia relata que o marido foi ameaçado de morte (Foto: Reprodução)Nara Letícia relata que o marido foi ameaçado de morte (Foto: Reprodução)

De acordo com Nara Letícia os últimos dias têm sido de 'terror', pontuando que não é possível tratar uma eleição de classe como 'faroeste'. A pré-candidata fez uma súplica para que as supostas ameaças parem. "Aqui, mesmo muito abalada, como filha, mãe e principalmente esposa, peço: PAREM!". 

Denúncia da advogada nas redes sociais (Foto: Reprodução)Denúncia da advogada nas redes sociais (Foto: Reprodução)

Pré-candidato denuncia perseguição

Outra polêmica envolve o pleito, o pré-candidato à presidência da OAB Piauí, Raimundo Junior, denunciou que está sendo perseguido a mando de um outro advogado. De acordo com ele, um detetive particular foi contratado para acompanhar toda a sua rotina. Nas redes sociais, ele pede que o nível da pré-campanha 'seja elevado'. 

Raimundo Junior denunciou perseguição (Foto: Reprodução)Raimundo Junior denunciou perseguição (Foto: Reprodução)

“Eu acerca de uma semana descobri que estava sendo investigado, que estava sendo seguido e ninguém sabia se isso era sequestro, se era tentativa de sequestro, se estava acontecendo alguma outra coisa. A nossa equipe de segurança que foi contratada conseguiu identificar, e surpreendentemente, nós descobrimos que um colega advogado contratou um detetive para nos seguir e buscar informações sobre mim e pessoas que são do meu entorno. Nós não podemos mais admitir isso na política de Ordem. A política de Ordem não merece isso. A advocacia piauiense não merece isso. A minha família não merece isso. Nós temos que elevar o nível do debate e temos, sobretudo, que elevar o nivel das eleições. E nós, temos sobretudo, que buscar um caminho que seja propositivo para as eleições da Ordem", disse. 

Tópicos

comentários

Central do usuário

Login pelas Redes Sociais

Nunca postaremos nada em seu nome


Login por e-mail

Use sua conta cadastrada por e-mail

Não tem conta no meionorte.com?

Cadastre-se

Desbloquear Notificações

Como desbloquear notificações

Na barra de endereço, clique no cadeado e em Notificações escolha a opção permitir, como na imagem abaixo

desbloqueio de notificação push

Você precisa verificar a sua conta, acesse o seu e-mail