No Piauí, mais de 450 mil eleitores deixaram de votar nas eleições realizadas no domingo (2). Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a abstenção representa 17,70% do eleitorado.

Em comparação com a eleição realizada em 2018, houve um aumento de 2 pontos percentuais na abstenção no estado.

Para governador, foram totalizados 1.935.323 votos. Os votos nulos foram 109.387 (5,17%); os votos em branco foram 54.163 (2,5%).

TSE: Piauí registra 17% de abstenção e supera marca da eleição de 2018 - Imagem 1

No Brasil, foram registrados 20,9% de abstenção. Mais de 30 milhões de brasileiros não compareceram às urnas.

Sobre o segundo turno

Mesmo aqueles que não votaram no primeiro turno têm direito de votar no segundo. Ou seja, o eleitor que deixou de votar no domingo, poderá votar no dia 30, desde que o título de eleitor esteja regularizado.

O título é cancelado quando o eleitor falta às urnas por três eleições seguidas e não justifica a ausência nem paga a multa. Já a suspensão ocorre quando não há cumprimento do serviço militar obrigatório, condenação criminal transitada em julgado ou condenação por improbidade administrativa.

Justificativa

Caso o eleitor não tenha votado no primeiro turno, deverá apresentar justificativa à Justiça Eleitoral em até 60 dias. Ou seja, como o segundo turno é ainda este mês, a menos de 30 dias do primeiro turno, será possível votar antes mesmo de justificar a ausência na zona eleitoral no último domingo. O prazo para justificar ausência no primeiro turno é 1º de dezembro de 2022. Já a ausência no segundo turno deve ser justificada até 9 de janeiro de 2023.