O senador M?o Santa (PMDB) pela primeira vez ap?s a disputa na conven??o do ano passado, em que o seu partido dividiu-se ao meio e parte n?o votou em sua candidatura ao Governo do Estado, convidou os correligion?rios a se reunificarem em prol do fortalecimento do PMDB nas elei?es do pr?ximo ano.

?Todo mundo vai precisar de partido, o Themistocles, o Kleber, o Marcelo Castro e o Alberto Silva. N?o podemos estar remoendo o passado. Eu sou vice-presidente, o presidente ? o Dr Alberto, ele est? no comando, mas se ele tirasse uma licen?a e me cedesse a presid?ncia por 60 dias, eu reuniria todo mundo e como senador da rep?blica, traria, dezenas de senadores, 6 governadores do pa?s e fazia uma conven??o para conversar com nossos poss?veis candidatos na capital e no interior para o PMDB voltar a ser combativo nas elei?es municipais?, prop?s M?o Santa.

De acordo com o senador, Alberto hoje ? o presidente e tem hist?ria e voto para estar no cargo. Em nenhum momento pretende tomar a presid?ncia, mas se em comum acordo, o presidente o seu partido cedesse atrav?s de uma licen?a a presid?ncia por 60 dias ele iria estabelecer um di?logo em sucessivas reuni?es para reunificar o partido em prol de um bom desempenho nas elei?es municipais.

?Eu vejo o PMDB se afundar. Eu n?o sou do PT, mas n?o posso negar que o PT est? crescente no Estado. O PTB e o PSB tamb?m est?o crescente no estado. Eu n?o posso negar que outros partidos est?o crescendo. Se as lideran?as do PMDB continuarem agindo da mesma maneira a situa??o vai piorar e n?s vamos afundar mais ainda?, declarou M?o Santa.

Segundo M?o Santa, o PMDB tem que voltar a crescer para eleger em 2008 muitos prefeitos. ?Na balada que vai vamos diminuir o n?mero de representantes nos executivos municipais. Vem vamos embora que esperar n?o ? saber quem sabe faz a hora n?o espera acontecer, se vc n?o faz a hora os outros v?o tomando espa?os e o PMDB est? perdendo a cada dia espa?o e pode chegar a hora que este PMDB esteja t?o fraco que at? n?s, com todo o amor que temos sejamos obrigados a sair do partido?, finalizou o senador.