governadora Regina Sousa participou nesta segunda-feira, 1º, da solenidade em comemoração ao Dia Estadual da Policial Feminina, no Quartel do Comando Geral da PM-PI. No evento, a primeira turma de mulheres Cabos e Soldados da corporação foram homenageadas pelas três décadas de serviços prestados à segurança pública do Piauí. Das 70 policiais que ingressaram na corporação em 1992, 47 permanecem em atividade.

No ato, a governadora disse que o momento é importante e merece comemoração. Em seu discurso, afirmou que as mulheres podem estar em qualquer lugar, sabem misturar dor e alegria, têm raça, sonho, fé e percorrem caminhos difíceis. "Merecemos viver sem violência e sem feminicídio", disse.

Segundo a governadora, é preciso ampliar a participação feminina. A lei estipula 10%, estamos estendendo para 15% e na última termas da Polícia Civil as mulheres são maioria", disse.

Governadora Regina Sousa comemora decisão do STF (Paulo Barros)Governadora Regina Sousa comemora decisão do STF (Paulo Barros)

Liminar do STF

Sobre a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que concedeu liminar permitindo a compensação imediata das perdas do ICMS com a redução das alíquotas de combustíveis, energia elétrica e comunicações, Regina Sousa diz que era esperada.

"O STF fez justiça, a gente tentou fazer por meio de lei, conversamos com o Congresso e não deu certo. Então, o Supremo está fazendo Justiça. Nunca fomos contra baixar o preço dos combustíveis", afirma e questiona a razão por que o diesel não baixa. "Pois sobre o diesel, o estado cobra em cima do valor de R$ 4,00", disse, enfatizando que o diesel foi sempre mais barato que a gasolina e por que agora estpa mais caro. "O importante é que o STF reconheceu o direito dos estados", disse.